A redescoberta do MP3

Paulo Rebêlo Revista Backstage abril 2006 Desenvolvedores e técnicos tentam, há um certo tempo e sem sucesso aparente até agora, promover uma recauchutagem no combalido MP3. O formato de áudio digital se sustenta há anos nos mesmos pilares, os quais, tecnicamente, estão bem atrasados em relação a formatos e soluções concorrentes de música digital. O grande – e talvez único, atualmente – apelo realmente verdadeiro do MP3 é ser universal. O arquivo pode ser lido em um universo de produtos, aparelhos e sistemas operacionais diferentes, todo mundo já ouviu falar pelo menos uma vez de MP3, não é preciso um programa especial ou configuração extra para escutar as canções e assim por diante.

texto completo

Trambiques para exportação

Paulo Rebêlo Revista Backstage março 2006 Dentre tantas pequenas quimeras, nós, brasileiros, temos duas grandes ilusões na vida: a de que o Brasil é o país do futuro; e a de que em nenhum outro país do mundo se rouba tanto feito aqui. E como todo bom brasileiro, ou seja, iludido, me incluo na lista. Apesar dos pesares, continuo a acreditar que o Brasil é o país do futuro. Certamente, não mais do meu futuro, porque não vai dar tempo. Quem sabe, o seu? Depois do ano 2050 a gente conversa, em um link dedicado direto da tumba, para dizermos que o Brasil será o país do futuro de novo e infinitamente. Sobre a roubalheira, alguns dos escândalos nacionais soam tão ridículos, tão amadores, que realmente é difícil imaginar o mesmo em outros países. Mas, existe… são difíceis de achar, mas estão lá.

texto completo

Terrorismo fonográfico importado

Paulo Rebêlo Revista Backstage fevereiro.2006 Não chega a ser novidade que, nos Estados Unidos, a indústria fonográfica processa usuários comuns. A partir de dados coletados com os provedores de acesso, a RIAA (Recording Industry Association of America) já entrou com ações judiciais contra, pasmem-se, crianças de 12 anos a senhoras de 72 anos. Em boa parte dos casos, em geral os mais extremos, a pessoa acionada sequer fazia download consciente de uma música ilegal ou, em termos mais concretos, não tinha noção de que aquela MP3 que alguém enviou pela web era um crime passível à prisão. Foi o caso de várias crianças que constaram na lista de processos judiciais da RIAA, por exemplo.

texto completo

Retrospectivas e expectativas

Paulo Rebêlo Revista Backstage Janeiro 2006 Este mês marca o início do quarto ano da coluna música e internet na Backstage. Desde janeiro de 2003, nunca tivemos maiores esperanças de que a indústria fonográfica fosse mudar de abordagem em relação aos artistas e consumidores. No entanto, revisitando os três últimos anos nos quais temos torturado o leitor com nossos devaneios, é quase confortante perceber que, apesar dos pesares, o mercado como um todo tem caminhado em uma direção bem menos sinuosa do que outrora.

texto completo

Discos com MP3 vendidos dentro da lei

Paulo Rebêlo Revista Backstage novembro 2005 Sempre considerado vilão, o MP3 também pode ser o centro de inovação e novas possibilidades comerciais para empresas e gravadoras com um mínimo de visão mercadológica. Um bom exemplo foi feito pela Trama, que deixou de lado o discurso padrão e pasteurizado das gravadoras e resolveu colocar no mercado um CD comercial recheado de músicas no formato MP3.

texto completo

Primeiros passos de uma longa jornada

Paulo Rebêlo Revista Backstage outubro 2005 Ainda é pouco, bem pouco, mas finalmente as gravadoras que dominam o mercado mundial de música parecem mostrar um mínimo de noção da realidade sobre música digital. A Warner Music Group anuncia agora, oficialmente, a criação de uma nova gravadora exclusivamente digital, com objetivo de promover novos artistas. Em vez de os tradicionais lançamentos por CDs, a iniciativa irá lançar um pacote na Internet com três a quatro canções em intervalos periódicos.

texto completo

Punições caolhas

Paulo Rebêlo Revista Backstage setembro 2005 Uma recente reportagem publicada no jornal O Globo, do Rio de Janeiro, mostrou um pouco da realidade brasileira na repressão à pirataria. Segundo a apuração do jornal, com dados da Associação de Defesa da Propriedade Intelectual (Adepi), de janeiro a junho deste ano as autoridades brasileiras prenderam 182 pessoas por pirataria, das quais somente quatro foram condenadas de fato. Mas a gente nem que condenações foram essas, para ao menos tentar entender o que significaram.

texto completo

Dez anos de MP3

Paulo Rebêlo Revista Backstage agosto 2005 Em julho, o formato MP3 completou dez anos. É bastante tempo. A data é marcante, mas pegou todo mundo de surpresa. Ninguém viu um especial comemorativo, nem aqui no Brasil e nem na imprensa mundial, sobre os fatos que marcaram a trajetória de uma tecnologia que fez todo mundo rever conceitos e revolucionou o jeito de escutar e guardar música. O MP3 saiu do computador para chegar a todo lugar: sala, carro, sistemas de som, música ambiente, jogos de PC e videogame, apresentações multimídia e assim por diante.

texto completo

A indústria que copiava e o homem que calculava

Paulo Rebêlo Revista Backstage julho 2005 Aqui na coluna, não cansamos de questionar e contra-argumentar o discurso das gravadoras sobre os “milionários” prejuízos decorrentes dos downloads via Internet ou da pirataria. Esta última, em suas mais variadas facções, da simples cópia entre amigos para conhecer um produto novo (pirataria?) até as próprias redes profissionais de distribuição e comercialização, uma situação comprovadamente predatória. Já comentamos sobre a falácia do chamado prejuízo, que é baseado em uma perda de lucro presumida. Em um sentido ainda mais amplo, poderíamos citar o outro lado da presunção: o crescente lucro das gravadoras a partir de outras mídias e serviços, graças à Internet e aos meios digitais de propagação de conteúdo.

texto completo

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram