Na ida, ônibus. Na volta, de Ecosport

Paulo Rebêlo
Diario de Pernambuco – 22.jan.2008

“Raul quem? Raul Gil? Ahhhhh, Raul Juga! Quem é ele?”. Foi assim que uma senhora, visivelmente embriagada, questionou aquele pequeno grupo de pessoas reunidas na noite de ontem no bairro de Jardim Uchôa, Zona Oeste do Recife, na esquina da rua João Paulo. O nome não tem relação com o prefeito, garantem os moradores, sorrindo. É que, naquele momento, o deputado federal e pré-candidato à Prefeitura, Raul Jungmann (PPS), resolveu se reunir com lideranças comunitárias, discutir os problemas da comunidade e prometer ajuda. Oficialmente, uma plenária.

Foram de transporte coletivo. Na Avenida Dantas Barreto, Jungmann e equipe aguardam o ônibus. Sobre a opção, explica: “em 2007, foi a linha mais assaltada e a complementar não está funcionando. Vamos verificar e talvez entrar com um recurso jurídico”, garante. Depois de perguntar à cobradora “quanto custa essa passagem?”, Jungmann aproveita os primeiros minutos de viagem e puxa conversa com todos.

Conversa com um, com outro, anda paralá e para cá. Surpresos, os passageiros reclamam da insegurança, do transporte público. A cobradora Marluce, assaltada duas vezes, explica a realidade de quem trabalha na linha. Depois, questionada pelo Diario, admite: nunca ouviu falar de Raul Jungmann na vida. Não sabia nem o nome.

Fim de percurso, a reunião toma corpo a céu aberto, improvisada. Curiosos se aproximam, pouco menos de 30 pessoas permanecem. Para quem disse “estar ali mais para ouvir do que para falar”, Jungmann falou bastante. Promete ajudar e colocar uma emenda para a comunidade. “Posso fazer isso [a emenda] para agora e fazer para outros anos também, me disponho a ajudar”, garante. Antes, explica o motivo de estar ali, fala da Operação 23: o projeto do PPS de visitar as comunidades e conhecer o cotidiano dos moradores. “O nome é Operação 23, o mesmo número do meu partido”, diz.

Entre os curiosos, uns dizem conhecer o pré-candidato, poucos sabem o nome. O líder comunitário Valdir Pequeno reclama do Orçamento Participativo, critica João da Costa (PT), pré-candidato a prefeito, com apoio de João Paulo. “Tiram dinheiro de um lugar e botam em outro onde sabem que têm votos”, denuncia, sobre a pasta. Pequeno é suplente do vereador Almir Fernandes (PHS) e faz parte da liderança do partido. É pré-candidato a vereador. “Estamos definindo”, desconversa. O gari Pereira de Carvalho discorda. “Esta rua aqui foi asfaltada pelo Orçamento Participativo. Já fizeram muita coisa”. Na saída, Jungmann e parte da equipe se despedem e vão embora. Em um Ecosport.

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram

  • Brilhando uma estrela vermelha para iluminar esta noite cinza HeinekenLight
  • Minhas pokernights no cabem numa dose Tentarei a garrafa

arquivão