Aliança: nome do eleito sai em duas horas

INTERIOR // Pleito de amanhã será disputado entre Azoka Gouveia e Cláudio Guedes Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 03.maio.2008 Mantendo-se os trâmites legais e a segurança jurídica para o pleito, ainda neste domingo, duas horas depois do encerramento da votação, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) anuncia o nome do novo prefeito de Aliança, a 81 km do Recife na Mata Norte. Em clima tenso, os eleitores irão escolher entre Azoka Gouveia (PR) e Cláudio Guedes (PSDB) para um mandato-tampão de oito meses, cumpridos até a posse do novo prefeito a ser escolhido na eleição oficial de outubro.

texto completo

Programa incomoda oposição

Judiciário // TSE rejeita ação do DEM contra “Territórios da Cidadania” Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 20.abril.2008 A maior oportunidade de a oposição enfraquecer Lula – e por conseguinte todos os candidatos a prefeito vinculados à imagem do presidente – se dissipou com mais uma resposta negativa do TSE. O ministro Ari Pargendler, relator da representação, negou o pedido do Democratas (DEM) de abrir uma ação de investigação judicial eleitoral por abuso de autoridade do presidente a partir do lançamento do “Territórios da Cidadania”. O programa é a principal bandeira social do governo federal, depois do Bolsa Família, prevendo uma série de ações estruturadoras em regiões remotas do Brasil, onde muitas vezes não há água, energia e saneamento básico. Considerado uma sequência ao Bolsa Família, o “Territórios” também foi atacado pelo PSDB sob argumento de ter caráter meramente eleitoreiro.

texto completo

TSE remarca e cancela as eleições de Aliança

AGRESTE // Justiça anuncia cronograma para escolha do prefeito e revê decisão horas depois Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 24.jan.2008 A novela política em Aliança, a 81 km do Recife, na Zona da Mata Norte, ganha ares de dramalhão mexicano. Em menos de 24h, a justiça eleitoral garantiu a execução de novas eleições diretas no município para, horas depois, cancelar todo o processo. Durante a manhã de ontem, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) chegou a montar um cronograma eleitoral, inclusive com a data das novas eleições – 17 de fevereiro – confirmada. No final da tarde, o ministro Marco Aurélio Mello deferiu liminar em Mandado de Segurança (MS 3693) para que não ocorram as eleições diretas no município até que, com a abertura do ano judiciário, o ministro Gerardo Grossi, relator da matéria, pronuncie-se nos autos.

texto completo

Na ida, ônibus. Na volta, de Ecosport

Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 22.jan.2008 “Raul quem? Raul Gil? Ahhhhh, Raul Juga! Quem é ele?”. Foi assim que uma senhora, visivelmente embriagada, questionou aquele pequeno grupo de pessoas reunidas na noite de ontem no bairro de Jardim Uchôa, Zona Oeste do Recife, na esquina da rua João Paulo. O nome não tem relação com o prefeito, garantem os moradores, sorrindo. É que, naquele momento, o deputado federal e pré-candidato à Prefeitura, Raul Jungmann (PPS), resolveu se reunir com lideranças comunitárias, discutir os problemas da comunidade e prometer ajuda. Oficialmente, uma plenária. Foram de transporte coletivo. Na Avenida Dantas Barreto, Jungmann e equipe aguardam o ônibus. Sobre a opção, explica: “em 2007, foi a linha mais assaltada e a complementar não está funcionando. Vamos verificar e talvez entrar com um recurso jurídico”, garante. Depois de perguntar à cobradora “quanto custa essa passagem?”, Jungmann aproveita os primeiros minutos de viagem e puxa conversa com todos.

texto completo

Corrêa nega conhecer mensalão

Escândalo // Ex-deputado presta depoimento à Justiça Federal do estado Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 15.dez.2007 Depois de quase três horas de depoimento, o ex-deputado federal Pedro Corrêa (PP) deixou a 13ª vara da Justiça Federal de Pernambuco (JFPE) dizendo desconhecer a existência do mensalão e garantindo que abandonou a política. Ele é o primeiro a ser ouvido dos 40 denunciados ao Supremo Tribunal Federal pelo procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, por envolvimento no mensalão, supostamente criado durante o primeiro mandato do presidente Lula. Ele responde pelos crimes de corrupção passiva, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro. Corrêa foi cassado em março de 2006 pelo plenário da Câmara, acusado de participar no esquema.

texto completo

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram