Orquestra do medo

Quando o fiscal da Prefeitura do Recife levou dois tiros na última terça-feira (13), ao meio dia e em frente ao Mercado de São José, estávamos a apenas 50 metros dele. Tiros, correria, informação errada de que era um arrastão, medo estampado no rosto de toda aquela gente, uma pessoa caída no chão com o sangue escorrendo, a população tirando fotos com o celular, a ausência de socorro, a completa falta de policiamento… nada disso é novidade.

texto completo

Pacto pela Vida vira alvo de reclamações

SEGURANÇA // Dez entidades tentam, sem êxito, obter informações oficiais sobre ações específicas citadas na apresentação do programa Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco 16.novembro.2008 Insatisfação generalizada e reclamação recorrente contra a falta de informações sobre segurança pública em Pernambuco. O conflito declarado entre governo estadual, ONGs e associações de defesa dos direitos humanos, sobre números e ações do Pacto pela Vida, esconde um debate maior. A falta de transparência com informações públicas é, de longe, um dos principais entraves do Brasil no cenário internacional. E na maioria dos estados, segue-se o mesmo exemplo da União.

texto completo

Quem vai combater a violência?

MUDANÇA // Novo prefeito tem como principal meta investir na segurança do Recife, a capital mais violenta do país Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 27.julho.2008 Depois de fazer a revisão de uma prova, às 19h30 saí da faculdade em direção à residência de um amigo, em Afogados. No cruzamento próximo à loja Tupã, fui abordado por alguém que saiu por trás de uma árvore e agia nas imediações há bastante tempo. Eu olhava para a direita quando ouvi o grito de “pare” e, em seguida, ele atirou a cerca de 30cm do meu rosto. A bala partiu o queixo pelo lado esquerdo. Um segundo tiro entrou no painel do carro. Foram sete horas na sala de cirurgia, dias na UTI e uma traqueostomia. Durante a recuperação, fui à delegacia do Bongi e registrei queixa. Os policiais não fizeram nada para investigar o caso. Dois anos depois, tive um carro arrombado na minha garagem, prestei queixa na delegacia do Cordeiro. Sabe o que os policiais fizeram? Nada. O relato acima poderia partir de qualquer um dos 1.533.580 habitantes do Recife, cujo índice de violência é, de novo, um recorde em nível nacional. A única diferença é que a situação ocorreu

texto completo

Iluminação nova foi só promessa

PCR // Secretário de Serviços Públicos não justifica atraso de ações previstas para março Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 13.abril.2008 Prometido para março deste ano, o novo sistema de iluminação pública do Recife está longe de ser concluído e apresenta resultados pífios para a população até agora. Na verdade, o projeto se arrasta desde 2003 e, quase a cada ano, ganha um novo discurso e um novo “lançamento” por parte da Prefeitura da Cidade do Recife (PCR). Procurado pelo Diario durante três semanas seguidas, o secretário de serviços públicos, Amaro João, não quis comentar o atraso na implementação do projeto e nem as promessas de sua própria pasta em relação aos prazos.

texto completo

Eduardo pede apoio dos prefeitos contra o crime

GESTÃO // Governador presta contas da administração durante debate sobre segurança pública Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 28.fev.2008 Com o governador por perto, não há prefeito que ouse jogar a responsabilidade da segurança pública para cima do governo estadual ou federal, embora sejam os responsáveis pelo setor. E não foi diferente, ontem, durante seminário sobre o papel das prefeituras na segurança, promovido pela Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe). A proposta do debate é abrir os olhos dos gestores para a questão, a partir de estudos e experiências exitosas quando as prefeituras entram em cena, de forma ativa, em vez de aguardar as resoluções (e verbas) estaduais e federais. É a mesma recomendação de especialistas em segurança, cansados de falar sobre as possibilidades de programas e pequenas ações municipais as quais, a curto e a longo prazo, reduzem consideravelmente o índice de violência nas cidades.

texto completo

Políticos fazem o caminho de Bogotá

RECIFE // Experiência de cidade colombiana no combate à violência estimula debate sobre o papel da prefeitura na segurança pública Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 10.fev.2008 Bogotá tornou-se o santo graal dos políticos pernambucanos quando o assunto é segurança. A partir de um hiato pouco compreendido pela população, a redução de crimes na cidade colombiana agora integra os projetos de governo, discursos, entrevistas e sugestões para os gestores públicos locais, como se fosse a solução-mór dos índices de violência no Brasil – comparados aos números de guerra civil em países africanos.

texto completo

A violência no foco das eleições para prefeito

RECIFE // Pré-candidatos prometem atacar gestão municipal por inércia no combate ao crime Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 10.fev.2008 foto: Ricardo Fernandes/DP Sequer os nomes dos candidatos à prefeitura do Recife estão confirmados, mas uma coisa já é certa: a segurança pública será o principal mote de campanha de todos eles. E a prefeitura, por sua vez, o principal alvo dos ataques – tendo como base a tímida participação das gestões municipais na segurança. Pela Constituição Federal, o setor é de responsabilidade dos governos estaduais e da União, não dos municípios. No entanto, diante do atual quadro em Pernambuco – sempre no topo dos ranking de violência – a cobrança será generalizada e atinge todos os setores da administração.

texto completo

Prefeitos se articulam contra novos presídios

AGRESTE // Gestores de partidos diversos reclamam da falta de diálogo do governo estadual Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 20.jan.2008 Canhotinho – Ao custo de R$ 2,4 mil por mês para cada detento, até o ano de 2010 o governo de Pernambuco espera se tornar referência nacional na ressocialização de presos. Para tal, acaba de liberar verbas para construção de presídios e promete um novo modelo de gestão prisional, uma antiga bandeira defendida por especialistas em segurança pública. No rol de prioridades, contudo, o governo aparentemente não parece contar com um detalhe que pode atrasar todo o processo: a articulação política de prefeitos que não querem hospedar os empreendimentos, sejam de regime fechado ou semi-aberto. E denunciam o governo de fechar a questão sem ouvir os gestores.

texto completo

O crime avança sobre o orçamento de Pernambuco

GESTÃO // Governo aplica cada vez mais em segurança sem resultados na mesma proporção Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 13.jan.2008 A cada ano, os investimentos em segurança pública crescem em Pernambuco. Ao contrário do que se espera, o número de homicídios não é reduzido. E ao mesmo tempo, como é de praxe em qualquer gestão pública, as despesas com pessoal e com o setor previdenciário também só aumentam. Se o ciclo continuar do mesmo jeito, sem mudanças pragmáticas no gerenciamento de verbas ou sem a criação de novas fontes de recursos, o governo do estado irá chegar a um ponto no qual não haverá mais dinheiro disponível para investir em segurança pública. É esta a conclusão de um detalhado estudo do Núcleo de Estudos de Instituições Coercitivas (NIC) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), assinado pelos cientistas políticos Adriano Oliveira e José Maria Nóbrega, com apoio de Mirelly Chiappeta.

texto completo

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram