Categories JornaisPosted on

Feijoada do Vavá

Vavá, o irmão que Lula da Silva considera como um pai, está na boca da mídia e do povo por supostamente agir como lobista no Planalto. A melhor definição para o imbróglio Vavá circula na internet, quem souber o autor, por favor avise.O Lula d...
Categories CrônicasPosted on

A fuga das Copinhas

Paulo Rebêlo // junho.2006Santa paciência, Batman. Ninguém mais agüenta ouvir falar em Copa do Mundo. Nunca foi preciso derrubar tantas árvores no planeta para ler as mesmas análises enfadonhas em praticamente todos os jornais brasileiros. Enquanto a mídia, que está careca de Ronaldo e sob todo o ...
Categories CrônicasPosted on

Futebol, o ex-sonho de toda criança

Paulo Rebêlo // junho.2006A Copa do Mundo sequer chegou à metade e muita gente não agüenta mais ouvir falar no assunto, categoria a qual me incluo. Tudo é Copa, inclusive na copa – das empresas e das autarquias. De fanático que fui em anos pregressos, a ponto de viajar o Nordeste inteiro apenas pa...
Categories JornaisPosted on

Cerveja: código aberto fora do virtual

Já que nem todos tem direito a mensalão, nem sempre sobra dinheiro para a cervejinha do fim de semana. Não mais agora: o "código-fonte" da cerveja foi publicado na Internet. A partir de uma iniciativa de universitários dinamarqueses, o internauta pode encontrar na Internet o caminho das pedras cevad...
Categories CrônicasPosted on

O super vô ranzinza da barbona branca

Paulo Rebêlo // setembro.2003Depois da última crônica, não consegui parar de pensar na possibilidade de ter netos sem precisar ter filhos. Será possível? Domingão é sempre um dia bom para refletir nos mandos e desmandos da vida. De ceroulão em manhã chuvosa, resolvo terminar aquele restinho de Con...
Categories CrônicasPosted on

Bíblia do Solteiro Apostólico II

Paulo Rebêlo - abril.2003Parte II - Rebanho de Ovelhas Bundudas - O solteiro apostólico precisa ser, antes de tudo, um exímio pregador dos mandamentos sagrados da doutrina Tico-Tico no Fubá, a fim de poder atingir o ápice doutrinário: aumentar o rebanho das ovelhas-beatas ávidas por mostrar-lhe a ...
Categories CrônicasPosted on

O mistério da bolsa feminina

Paulo Rebêlo // novembro.2002Anos atrás, eu não entendia o porquê de as mulheres levarem tanto bagulho nas bolsas. Pasta e escova de dente, colírio, pente, toalhinhas, lenços e dúzias de bugigangas. Era o tal "mistério da bolsa feminina", popularmente conhecido como frescura de mulher. Elas sempre...
Categories CrônicasPosted on

A pena misteriosa

Paulo Rebêlo // abril.2001Quem mora sozinho, deve presenciar barulhos estranhos e situações inusitadas que sempre ocorrem e você não tem ninguém para lançar aquele olhar inquisitório e indagar sobre o acontecimento. Afinal, sem dúvida, duas cabeças sempre pensam melhor do que uma.É comum, no mei...