Os cachorros de Bucareste

Da minha primeira incursão na capital da Romênia, nada me chamou mais atenção do que a quantidade de cachorros enormes e peludos pelas ruas de Bucareste. Pareciam ursos domésticos dentro de uma coleira fininha.

texto completo

Budapeste, oito anos

O vovô boxeador que jogava pôquer bateu as botas. Eu já devia ter desconfiado, talvez por causa da demora em responder aos e-mails sobre minha provável visita para mais um churrasco de salsicha. Éramos apenas quatro, às vezes cinco. E ele sempre contava como aprendeu a jogar durante a Guerra da Coréia nos anos 50.

texto completo

André José Adler / Endre József Adler (1944-2012)

— Eu gostava de irritar o André José Adler dizendo que era fã dele e que me sentia um privilegiado por dividir várias garrafas de Tokaj e pratos de Goulash na companhia do diretor de ‘Nem as enfermeiras escapam’, um clássico da chanchada brasileira produzido em 1977. Ele respondia: “escrevi o roteiro de tanto filme bom, participei de programas e seriados históricos na TV Tupi, ganhei prêmios, fui o primeiro Pedrinho da televisão brasileira (do Sítio do Pica Pau Amarelo), tive uma longa carreira na ESPN, mas você só lembra justamente da única coisa que me arrependo de ter feito!” E assim muitos meses se passaram conversando sobre cinema e jornalismo esportivo. Ele bem que tentou, mas nunca consegui entender o tal de futebol americano. Até hoje não faço ideia. Quando ele se empolgava demais tentando explicar os jargões e o funcionamento do jogo, eu começava a perguntar sobre os bastidores das enfermeiras que não escaparam. Ele ria, respondendo: “só não fico com raiva porque não consigo levar a sério alguém que gosta de Calypso“. Nascido Endre József Adler em Budapeste, capital da Hungria, André Adler veio para o Brasil ainda criança, com a família. Depois da carreira meio acidental

texto completo

Yamicast: entrevista de sotaque

A jornalista Yami Trequesser entrevista o jornalista Paulo Rebêlo, numa conversa de comadres com sotaque nordestino (da minha parte). Link para o Yamicast aqui ou para o arquivo com o podcast direto aqui.

texto completo

Alemão fotografado

Enquanto estamos temporariamente submersos em um projeto especial, que nos tira todo o tempo existente e inexistente, fica uma dica para os leitores. Há muito mais conteúdo interessante na internet sobre as notícias que saem no jornal do que a gente imagina. Enquanto fazemos um levantamento do nosso banco de dados sobre as operações da polícia carioca nos morros, vale a pena conferir este site no Multiply com fotos exclusivas, não publicadas pela imprensa, da mega-operação no Morro do Alemão, no Rio de Janeiro. O endereço é http://ferreiraalbuns.multiply.com/photos/album/16 e está aberto para todo mundo, até agora. Também vale guardar nos Favoritos/Bookmarks o blog “Diário de um PM”, que tem se tornado uma febre não apenas no Rio de Janeiro, mas em vários outros Estados onde a violência impera.

texto completo

Things I will miss

Paulo Rebêlo The Budapest Sun – 13.junho.2007 link original After almost one year living in Budapest, if someone asks me to make a list of what I have learned or what most caught my attention, it would be a problem to fit everything in this space. What I know for sure is what I will miss, some things more than others, of course. Usually, what catches your attention is not something necessarily good or bad, but the unexpected. And the first thing to catch my attention, completely unexpectedly, was the different treatment you get being a foreigner and being a Hungarian.

texto completo

The ties of bureaucracy

Paulo RebêloThe Budapest Sun – 09.maio.2007 – link original Excessive bureaucracy is part of eastern Europe folklore. You will always find yourself in a situation when a bureaucrat is behind a desk and you’re the next in line. He’ll make a fuss about forms and different offices you should go, sometimes related to small and insignificant things that do not make sense at all.

texto completo

Bucareste combina caos e bons empregos

Bucareste é sitiada por propagandas gigantescas, trânsito caótico e construções por toda a parte. Considerada o elefante branco da Romênia, a capital possui os mais baixos níveis de desemprego do país, contrastando com outras capitais do Leste Europeu como Praga, Bratislava e Budapeste. Paulo Rebêlo, de Bucareste (email) versão estendida da subretranca publicada ontem (aqui) na Folha de S. Paulo – 29.abr.2007 As semelhanças entre Romênia e Brasil são muitas, a começar pelo idioma que possui palavras praticamente idênticas, passando pela herança latina de simpatia e hospitalidade, e chegando às mazelas políticas de corrupção, subornos, obras inacabadas e agora um impeachment de presidente eleito no currículo deste país de 22 milhões de habitantes, quase a população da região metropolitana de São Paulo.

texto completo

Presidente da Romênia cai, em nova crise no Leste Europeu

Traian Basescu é afastado pelo Parlamento logo depois de o país ingressar na UE. De língua afiada e popular entre os pobres, chefe de Estado eleito foi acusado de abuso de poder; Comissão Européia hesita em intervir. Paulo Rebêlo, colaboração para a Folha, de Bucareste ( email ) Folha de S. Paulo – 29.abr.2007 ( link ) Enquanto o mundo inteiro olha para as eleições na França, um pouco mais ao leste, na Romênia, cai um presidente eleito democraticamente e a União Européia (UE) se encontra sem saber o que fazer diante de mais uma crise política nos novos países-membros do Leste Europeu. Por 322 votos a favor e 108 contra, o Parlamento aprovou o impedimento do presidente Traian Basescu, eleito para o cargo em 2004.

texto completo

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram