Windows Media Player 8.0 se perde na web

Paulo Rebêlo | maio.2001

A nova versão do Windows Media Player 8.0 (WMP), programa para gerenciar e reproduzir vários formatos multimídia, teve uma versão beta disponibilizada ilegalmente na Internet. A Microsoft tenta processar os responsáveis pelos sites que colocaram links para download do arquivo que, em tese, não deveria estar disponível para o público. O WMP8 é um dos trunfos da empresa para o lançamento do Windows XP, previsto para o segundo semestre, que virá a substituir todas as versões anteriores do Windows.


Há menos de um mês, em nota oficial, a Microsoft garantiu que o novo WMP seria parte integrante e exclusiva do Windows XP de forma a não ser possível instalá-lo em qualquer outro Windows. Com o beta do programa solto na Web, milhares de pessoas puderam testar algumas funções sem a necessidade de ter o Windows XP no computador. O DIARIO teve acesso à build (versão interna) 4228 do WMP8 e testou sob Windows 2000 e Windows Me, sem maiores problemas.

O visual continua o mesmo do Media Player 7.0. A diferença, porém, é que certos recursos não funcionam em outro Windows que não o XP, como gravação de CD’s e reprodução de DVD’s, por conta da total integração entre Media Player e o sistema operacional XP.

Ainda não se sabe como a versão beta foi parar na Web. A Microsoft acredita na hipótese de um programador ter conseguido burlar a esquema de segurança do Windows XP – atualmente em versão beta 2 – e feito um “pacote” individual com os arquivos do Media Player. Para Frank Gillett, analista-sênior da Forrester Research, o mais provável é que alguém de dentro da empresa tenha passado o arquivo para alguns sites, à sorrefa.

WINDOWS XP e 2002 – No meio de toda a confusão entre as nomenclaturas de diferentes edições do Windows, a Microsoft resolveu complicar ainda mais e anunciou o lançamento do Windows 2002. O Win2002, porém, não será direcionado ao usuário doméstico ou estações de trabalho, mas sim a servidores. De fato, será o que a empresa ainda chama de “Whistler Server”. Para quem não lembra, Whistler era o antigo codinome do Windows XP.

Assim, o Windows XP continua programado para ter duas edições: a Personal, para usuários domésticos; e a Professional, para os mais experientes ou estações de trabalho em empresas. Após o lançamento oficial dos dois, a Microsoft colocará no mercado o Win2002, que será uma espécie de XP Server. Todos são baseados na arquitetura do Windows 2000.

O maior problema, hoje, é a concretização da edição doméstica do XP. Nos bastidores, imagina-se que caso a Microsoft não consiga lançar o produto até setembro, é grande a probabilidade de haver um adiamento até o início de 2002. Destarte, não apenas os usuários perderiam por esperar um pouco mais, como também as fabricantes que levariam mais tempo para adaptar o hardware ao novo Windows.

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram