PMEs devem ter cuidado ao anunciar no Facebook

Paulo Rebêlo Sebrae Mercados – 27.junho.2014 link original Muitos empreendedores, além de pequenas e médias empresas, escolhem anunciar no Facebook porque é uma opção mais barata do que a mídia tradicional e, aparentemente, com resultados imediatos. Enquanto um pequeno anúncio em jornal pode custar 5 mil reais, o Facebook permite anunciar com até mesmo dois reais de investimento. Parece ótimo, não é? Pena que não funcione exatamente assim. Recentemente, vários gestores têm recomendado suspender o pagamento por anúncios na rede social. Por quê? As estatísticas exibidas pelo Facebook não são auditadas, ou seja, não há possibilidade de verificar quem são as milhares de pessoas que clicam, curtem e compartilham os posts. Em outras palavras, o anunciante acha que está pagando pelo anúncio, mas, na verdade, paga pela fé que o sistema seja 100% íntegro e honesto, sem garantias técnicas ou até mesmo legais que corroborem os números. A única comprovação é a palavra do próprio Facebook, pois a visualização direta da audiência e a verificação do alcance não é permitida nem mesmo para o administrador da página. Há exatamente um ano, a Securities and Exchange Commission dos Estados Unidos trouxe o assunto à tona, até então restrito aos círculos de programadores insatisfeitos

texto completo

O efeito Barack Obama no marketing político: eleições 2010

Na entrevista abaixo, estão minhas respostas sobre toda a celeuma em relação ao uso da internet, mídias sociais e novas tecnologias nas eleições de 2010 no Brasil. Junto a mim, responde também o publicitário André Telles. A entrevista faz parte de um trabalho de faculdade da estudante Ariane Fonseca.  

texto completo

Entrevista [Antônio Lavareda]: querem eleição sem campanha

Paulo Rebêlo e César Rocha Diario de Pernambuco – 10.julho.2008 De passagem pelo Recife para divulgar seu livro (Partidos no Pós Guerra: Eleição em Pernambuco 1945 – 1947), o cientista político e analista de pesquisas Antônio Lavareda tem uma visão privilegiada do Recife. Não apenas pela altura do empresarial na Ilha do Leite e suas amplas janelas, mas sobretudo pelo seu histórico nas principais campanhas eleitorais da capital. Pela primeira vez em mais de duas décadas, Lavareda não gerencia a comunicação e o marketing de um candidato local — apesar de fazer consultoria para a campanha de André Campos (PT) em Jaboatão dos Guararapes. Ele é o responsável direto pelo marketing de Gilberto Kassab, candidato à prefeitura de São Paulo, além de outras tantas cidades brasileiras. Na entrevista a seguir, concedida na sede de sua empresa (a MCI), Lavareda critica a legislação eleitoral em vigor no Brasil, cobra mais transparência e informação nos guias televisivos, sugere a ampliação do período eleitoral para que o eleitor se informe melhor e analisa o potencial dos principais concorrentes da disputa municipal deste ano.

texto completo

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram