A liberdade não é azul, é urubu

CategoriesCrônicasPosted on 0 comments on A liberdade não é azul, é urubu
Paulo Rebêlo Terra Magazine * 22.fevereiro.2011Quando um relacionamento acaba, qual é a primeira coisa que se faz?Depois do tradicional (e cada vez mais curto) luto sentimental, o senso comum mostra que os homens correm para a agenda de telefones e começam a atirar para todos os lados.Enquant…
Read more "A liberdade não é azul, é urubu"

Uma mesa de pôquer

CategoriesCrônicasPosted on
Paulo Rebêlo // março.2007Por um motivo alheio à razão de quem joga, pôquer é um jogo que encanta os homens rapidamente e, na mesma proporção, não exerce a mesma influência nas mulheres. Tem gente que tenta procurar a relação do pôquer com futebol ou automóvel, até agora sem sucesso, para explicar…
Read more "Uma mesa de pôquer"

Carnaval dos Casados

CategoriesCrônicasPosted on
Paulo Rebêlo // fevereiro.2006Não é novidade que carnaval é tempo de libidinagem. É o júbilo das pessoas solteiras. O problema é que só funciona desse jeito, ou seja, para quem é solteiro. Outro dia, um colega sugeriu juntar a reca dos pobres-coitados e fazer um carnaval de casados, onde as pessoa…
Read more "Carnaval dos Casados"

Perdido na noite

CategoriesCrônicasPosted on
Paulo Rebêlo // maio.2004É incrível como todo mundo quer se dar bem no sábado à noite. Coisa meio sobrenatural. Não importa o lugar ou a pessoa. Tem gente que passa horas dançando na boate e não admite voltar para casa sem conseguir ao menos uma beiçada. Quando não consegue, é quase como ter perdi…
Read more "Perdido na noite"