Windows light chega ao Brasil

Paulo Rebêlo

Conforme antecipado pela Folha na edição de 2 de fevereiro, a Microsoft não deixou barato a idéia de o Governo Federal incluir o Linux no projeto de computador popular. A empresa acaba de anunciar o lançamento do Windows XP Starter Edition, uma versão reduzida e cheia de restrições desenvolvida pela empresa para mercados emergentes e países em desenvolvimento. É interessante notar que, até o final do ano passado, os principais executivos da Microsoft nos Estados Unidos rechaçavam a idéia de lançar o Starter Edition no Brasil, porque supostamente não haveria mercado. Quando o Governo anunciou o Linux no projeto PC Conectado, o discurso mudou.

A própria Microsoft reconheceu, em julho do ano passado, o objetivo de diminuir a popularização do Linux e evitar a pirataria. O XP Starter Edition, contudo, não é gratuito. É apenas mais barato do que a versão completa, mas a Microsoft ainda não quer divulgar detalhes sobre a data exata do lançamento e os preços. A exemplo do que a Folha vem antecipando, informações de bastidores dão conta que tais detalhes só serão revelados após uma confirmação oficial, por parte do Governo Brasileiro, de que os PCs populares também irão incluir o sistema da Microsoft.

Sobre a pirataria, a experiência nos países asiáticos mostrou que, em boa parte das situações, o usuário recebe o computador com a versão reduzida e usa a Internet para baixar uma versão pirata do Windows completo, facilmente encontrada no submundo da Rede. O que não deixa de ser mais uma bala no revólver da Microsoft contra o software livre, dizem os analistas. A principal restrição do XP Starter Edition é o limite de programas simultâneos. Na versão asiática, o usuário não pode usar mais de três programas ao mesmo tempo. Outros recursos, básicos e avançados também são bloqueados.

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram

  • No lembro mais a ltima vez ou h quantos anos
  • Remdio caseiro conhecido como kitcuraressaca Um oferecimento dos laboratrios heineken

arquivão