Chapa dos sonhos para democratas

ELEIÇÕES NOS EUA // Obama e Hillary costuram aliança para derrotar McCain Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 25.maio.2008 Embora todos os governantes na América do Sul tenham plena ciência do pouco significado político do continente antes e depois das eleições norte-americanas, não há veículo de comunicação no mundo que não destaque, quase que diariamente, os bastidores do pleito de novembro. Além da razão óbvia de se tratar do futuro comandante da nação mais poderosa e influente, a disputa interna no Partido Democrata para indicar o candidato, entre Barack Obama e Hillary Clinton, hoje se mostra também insignificante do ponto de vista prático. Com propostas de governo relativamente divergentes para a política interna, externamente Obama e Clinton não diferem em quase nada.

texto completo

O outro lado da América

ELEIÇÕES NOS EUA // Para analista político Thomas Schaller, parte latina do continente continuará em baixa com o novo presidente Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 18.maio.2008 Com o nome praticamente definido como o candidato democrata à presidência dos Estados Unidos para as eleições gerais de novembro, Barack Obama ganha ainda mais popularidade mundo afora, mas seu programa de governo é incipiente ao tratar de política externa. Analistas internacionais ouvidos pelo Diario são unânimes ao afirmar: quem quer que seja o futuro presidente norte-americano, pouco ou nada mudará o tratamento aos países do hemisfério sul. Pior, nenhum dos candidatos apresenta altivez em questões que ultrapassem o seu território.

texto completo

A árvore da discórdia entre Democratas e federalistas

IMAGEM // Ex-PFL adota idéia de logomarca dos conservadores ingleses e incomoda nova sigla Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 08.jan.2008 Eles garantem que não se inspiraram em outro partido político e que tudo foi aprovado em convenção, mas as semelhanças são visíveis, não apenas visualmente, mas até mesmo pelas simbologias apresentadas. A logomarca adotada pelo Democratas (ex-PFL) em 2007 é bem semelhante à imagem usada desde 1999 pelo Instituto Federalista. As similaridades não acabam por aí. Em processo de “renovação de imagem”, o Democratas nasceu originalmente como Partido Democrata e parece ter seguido a mesma tendência do Partido Conservador inglês, na Grã-Bretanha, que recentemente adotou o termo “Conservadores”, excluindo o “partido”. A logomarca dos ingleses também é uma árvore e, a exemplo do Democratas, o discurso de renovação é enfático no quesito meio ambiente, tão em voga para conquistar novos eleitores. No embate entre Federalistas e Democratas, a semelhança é ainda maior. A árvore federalista é tripartite, com formas arredondas. A democrata, também tripartida, possui contornos mais versáteis.Ou, como o deputado Paulo Bornhausen (DEM-SC) disse no lançamento da marca em 2007, a inspiração é no “conceito de economia verde” e “foi pensada com muito cuidado e representa todas as

texto completo

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram