Política de duas famílias

Em Angelim, cidade de João da Costa, os Salgado e Calado vêm se alternando no poder Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco 24.agosto.2008 _____ ANGELIM, PE – Duas famílias rivais dominam o cenário político de Angelim, a 214 km do Recife, no agreste meridional. Os sobrenomes Salgado e Calado se alternam no poder desde os primórdios de Angelim e, no meio do tiroteio, uma figura inusitada: o candidato do PT a prefeito do Recife, João da Costa.

texto completo

E quem é mesmo João da Costa?

RECIFE 2008 // Filho de um ex-prefeito e ex-vereador de Angelim, secretário foi escolhido oficialmente por João Paulo como candidato a prefeito César Rocha e Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 27.jan.2008 Natural de Angelim, a 214 km do litoral, no agreste meridional de Pernambuco, quer ser prefeito do Recife. Xodó do atual prefeito João Paulo Lima e Silva, ele não fala em um projeto meramente pessoal de chegar à prefeitura. Transparece um certo messianismo em seus discursos e fala de um projeto coletivo, nacional, de milhares de militantes. João da Costa Bezerra Filho, 47 anos, poderia ter sido mais um herdeiro de um ciclo político familiar que perdura até os dias de hoje. Em vez disso, logo cedo se desvinculou da política de direita praticada pelo pai e escolheu a militância esquerdista, ao sair de Angelim e migrar para o Recife em busca de estudos e ideais coletivos.

texto completo

A árvore da discórdia entre Democratas e federalistas

IMAGEM // Ex-PFL adota idéia de logomarca dos conservadores ingleses e incomoda nova sigla Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 08.jan.2008 Eles garantem que não se inspiraram em outro partido político e que tudo foi aprovado em convenção, mas as semelhanças são visíveis, não apenas visualmente, mas até mesmo pelas simbologias apresentadas. A logomarca adotada pelo Democratas (ex-PFL) em 2007 é bem semelhante à imagem usada desde 1999 pelo Instituto Federalista. As similaridades não acabam por aí. Em processo de “renovação de imagem”, o Democratas nasceu originalmente como Partido Democrata e parece ter seguido a mesma tendência do Partido Conservador inglês, na Grã-Bretanha, que recentemente adotou o termo “Conservadores”, excluindo o “partido”. A logomarca dos ingleses também é uma árvore e, a exemplo do Democratas, o discurso de renovação é enfático no quesito meio ambiente, tão em voga para conquistar novos eleitores. No embate entre Federalistas e Democratas, a semelhança é ainda maior. A árvore federalista é tripartite, com formas arredondas. A democrata, também tripartida, possui contornos mais versáteis.Ou, como o deputado Paulo Bornhausen (DEM-SC) disse no lançamento da marca em 2007, a inspiração é no “conceito de economia verde” e “foi pensada com muito cuidado e representa todas as

texto completo

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram