Lemon Tree: limões entre a guerra Israel x Palestina

Baseado em fatos reais, Lemon Tree conta a saga de uma viúva palestina que precisa defender sua plantação de limoeiros do novo ministro da Defesa de Israel

Paulo Rebêlo
Diario de Pernambuco

23.janeiro.2009

Impossível resistir à sinopse de Lemon Tree (Etz Limon, 2008), com estreia nesta sexta-feira no Cinema da Fundação. Baseado em fatos reais, conta a saga de uma viúva palestina que precisa defender sua plantação de limoeiros contra o novo ministro da Defesa de Israel, que resolve se mudar com a esposa para o terreno vizinho. Não demora para o Serviço Secreto exigir a derrubada das árvores, sob o argumento -plausível – de que os arbustos podem se tornar um risco à segurança.

Ao contrário do que costuma ser divulgado, Lemon Tree não é um filme palestino. Foi filmado em Israel e com produção conjunta entre Alemanha e França. Faturou dois prêmios internacionais (um de Melhor Atriz, pela Academia de Cinema de Israel) e tem conquistado com a singela história da viúva interpretada pela excelente Hiam Abbass, a mais conhecida atriz palestina da atualidade. Ela também pode ser vista em Paradise Now (2005), Free Zone (2005) e The Syrian Bride (2004), os trêsdisponíveis nas locadoras do Recife em DVD. Este último, inclusive, dirigido pelo mesmo Eran Riklis.

Embora atice a curiosidade do espectador sobre que fim terá a plantação de limoeiros, Lemon Tree é por vezes arrastado em seus 106 minutos de duração. A grande sacada do longa-metragem, contudo, são os inúmeros detalhes presentes no roteiro sobre costumes árabes e as idiossincrasias de Israel, os quais podem passar despercebidos para quem não conhece, antes de assistir ao filme, um pouco da peculiar cultura no Oriente Médio.

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram