Crônicas

27maio
O senhor está no céu, mas eu continuo aqui

O senhor está no céu, mas eu continuo aqui

Tenho ouvido falar muito em novo normal, supostamente uma realidade diferente que há de surgir após a pandemia de Covid-19. Não faço ideia qual será a diferença, mas no meu novo normal eu só queria que as mulheres bonitas parassem de me chamar de senhor.
30mar
Mariposas e mariposa bruxa

Não tenho jardim, mas as mariposas me visitam mesmo assim

Tenho medo da maioria dos bichos que voam e rastejam, então quando elas chegaram pela primeira vez, meu comportamento foi do típico assassino de vassoura. Não funcionou muito bem, porque a cada mariposa expulsa da parede, duas voltavam. Nos dias seguintes, deixei a vassoura de lado e me transformei no genocida do Baygon. Comportamento o qual não guardo o menor orgulho. Pelo contrário, hoje carrego uma culpa tão grande que fui tentar descobrir do que as mariposas se alimentam.
01jan

Parei de escrever com medo de me entender

É uma expectativa improvável, para não dizer impossível. Ninguém escreve para ninguém ler. Quero apenas colocar para rua as toneladas de sentimentos e observações da minha própria estrada.