Educação distante do cartão postal

Cinema // Entre os Muros da Escola apresenta histórias de alunos e professores em uma instituição no subúrbio de Paris Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco 13.março.2009 Cinema francês é igual a futebol. Uma caixinha de surpresas. Você entra sem saber o que vai encontrar. E nem sempre os melhores em campo ganham o jogo, como acontece neste curiosamente aclamado Entre os muros da escola (Entre Les Murs, França, 2008) cuja estreia ocorre hoje no Cinema da Fundação.

texto completo

O Menino da Porteira: Daniel, peão justiceiro

Cantor é protagonista da refilmagem O Menino da Porteira, que no original de 1976 foi interpretado por Sérgio Reis Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco 07.março.2009 Se parece difícil levar a sério um filme protagonizado pelo cantor Daniel, mesmo quando ele canta a primeira música aos quinze minutos de O menino da porteira, a tarefa beira o impossível quando a mocinha da trama “pede” Daniel em casamento e ele responde… cantando.

texto completo

Fome de serial killer na Sexta-feira 13

Jason Voorhees retorna com seu facão manchado de sangue no remake do clássico homônimo dos anos 80, que estreia hoje Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco 13.fevereiro.2009 Preferências e gostos à parte, a estreia de Sexta-feira 13 (Friday the 13th, EUA, 2009) nesta sexta-feira (13!) é curiosa, mas não pela proposital coincidência de datas. Enquanto Hollywood afunda em discussões sobre o download de filmes na internet, antes mesmo do lançamento nas salas de cinema, merece respeito a estratégia do estúdio Platinum Dunes – a distribuidora é a New Line/Paramount – em relação a este aguardado remake do clássico homônimo de 1980.

texto completo

Operação Valquíria – Mancha que não larga a Alemanha

Operação Valquíria retrata o último dos 15 atentados contra a vida de Adolf Hitler e é mais uma tentativa de redimir o país da iniquidade do nazismo Paulo Rebêlo * Diario de Pernambuco 12.janeiro.2009 Não se engane. Longe de ser um filme de guerra, de ação ou simplesmente um “filme com Tom Cruise”, Operação Valquíria (Valkyrie, EUA/Alemanha, 2008), cuja estréia ocorre nesta sexta-feira nos cinemas do Recife, é um registro histórico, bem amarrado e conciso, prendendo a atenção do espectador desde os primeiros minutos. Um suspense sem sustos, um drama sem choros, um documentário sem a linguagem típica.

texto completo

Nem a beleza salva “A Mulher do Meu Amigo”

CINEMA // Atores globais e roteiro adaptado da peça de Domingos de Oliveira se perdem de forma desconexa no filme de Cláudio Torres, que estréia nesta sexta-feira Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco 12.dezembro.2008 Marcos Palmeira e Maria Luisa Mendonça. Vinhos, queijos e uma casa de campo. Até parece que o advogado criminalista Mandrake e a companheira Berta resolveram entrar de férias. Não se iluda. Junte o casal (da premiada série Mandrake da HBO), adicione a “eterna-ninfeta” Mariana Ximenes e um engraçadinho Otávio Müller. Agora, tente descobrir onde se encaixa A mulher do meu amigo (2008), o novo filme de Cláudio Torres. Quem adivinhar ganha um doce e perde os R$ 15 do ingresso a partir desta sexta-feira, quando estréia nas salas de cinema do Recife.

texto completo

Documentários sobre ‘O Código da Vinci’

Sucesso não se aproveita sozinho. Com as polêmicas sobre o livro, uma verdadeira franquia de documentários seguiu-se nos últimos dois anos, seja para desmistificar os assuntos abordados por Dan Brown em O Código da Vinci como, também, para debochar do autor e tentar classificar tudo como falácia e mentira.

texto completo

A polêmica sobre O Código da Vinci – parte 2

Falem mal, mas falem de mim. Poucas máximas do marketing se aplicariam tão bem a O Código da Vinci. Proibido moralmente pela Igreja Católica e criticado ferozmente por religiosos praticantes, somente o anúncio sobre o início das filmagens criou uma expectativa vista poucas vezes na história do cinema. Não é por menos. Os números oficiais do livro impressionam: desde o lançamento em 2003, o Código da Vinci vendeu mundialmente 40 milhões de cópias e já foi traduzido para 44 idiomas. No final do ano passado, Dan Brown foi nomeado na Time uma das 100 pessoas mais influentes do mundo, na famosa e histórica lista anual publicada pela revista americana.

texto completo

A polêmica sobre O Código da Vinci – parte 1

Não se fala em outra coisa: a estréia deste filme. Quase todos os dias, há alguma pseudo-novidade. Vamos tentar entender, em partes, o motivo de tanta polêmica. Adaptação no cinema do best-seller homônimo de Dan Brown, a trama de O Código da Vinci gira em torno da clássica pintura de Leonardo da Vinci, A Última Ceia, em que Jesus Cristo está sentado com os apóstolos para uma refeição. A tese defendida pelo livro/filme é que a pessoa sentada à direita de Jesus não é apóstolo João, é Maria Madalena. E ela não seria a famosa prostituta que há séculos os cristãos acreditam que seja. Seria a esposa de Jesus, esperando um filho dele, segredo que a Igreja Católica teria acobertado por 2 mil anos.

texto completo

2046 retalha passado, presente e futuro

Paulo Rebêlo Revista Pipoca Moderna / dezembro.2005 A edição de 2004 do Festival de Cannes atrasou sua programação só para exibir a estréia de “2046”, ainda em versão não-finalizada. O filme de Wong Kar Wai também abriu salas de cinema nos Estados Unidos com pompas elogiosas dos críticos de arte e, no Brasil, passou em festivais com excelentes resenhas na imprensa. “2046” tem muitos méritos, é lindo, poético e majestosamente interpretado por seus protagonistas, mas é para poucos. Talvez por isso chegue só agora ao cinema no país. Complicado e retalhado, às vezes peca pelo excesso de mistura entre a realidade e o imaginário, desnorteando o espectador. Tony Leung Chiu Wan (de “Herói” e “Conflitos Internos”) é um jornalista/escritor que retorna a Hong Kong para finalizar um romance, achando que está escrevendo uma obra futurista quando, na verdade, trata-se do passado. Em suas lembranças e frustrações, segue uma jornada de relações com quatro mulheres em períodos diferentes no quarto 2046, que também é o título do livro. A trama retoma o tema e o personagem do clássico “Amor à Flor da Pele”, vivido por Leung em 2000, e também marca o retorno de Gong Li às superproduções e aos olhos

texto completo

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram