Windows Vista é o sucessor do XP

Depois de três anos entre expectativas e boatos, a Microsoft finalmente bateu o martelo sobre o futuro da plataforma Windows. Desde meados de 2002, a empresa desenvolvia um produto, sob o codinome de Longhorn, que viria a se transformar na próxima versão do sistema operacional. Agora, a turma de Bill Gates resolveu oficialmente batizar a cria. Windows Vista é o nome do sucessor do XP, previsto para ser lançado apenas no final de 2006. Ironicamente, Vista é o nome de uma desenvolvedora de softwares quase vizinha à Microsoft, o que pode render um processo judicial antes mesmo do lançamento comercial. Na próxima quarta-feira, a primeira versão de testes ficará disponível para um grupo selecionado de 100 mil pessoas, a fim de encontrar novos defeitos e sugestões. A Folha testou a última versão pré-beta oficial, para desenvolvedores, e antecipa as novidades para você. Paulo Rebêlo Folha de Pernambuco, 27.julho.2005 A versão pré-beta1, testada pela Folha, revela novidades na interface e no jeito com que o usuário gerencia e lida com arquivos pessoais, mas nada que salte aos olhos. Por ainda ser uma versão de testes, a performance não é boa e o WinVi chega a ser mais lento do que o

texto completo

Conheça o Windows XP 64-bit

Agora em abril, a Microsoft vai mudar um paradigma da informática com o lançamento da versão 64-bit do Windows XP. A plataforma entra no lugar do padrão 32-bit, que teve início com o lançamento do Windows 95 e, ao que tudo indica, ainda irá levar um certo tempo para cair em desuso. Por enquanto, sobram especulações sobre o XP 64-bit (XP64), mas a médio prazo há um leque de possibilidades em jogos, programas e segurança. A Folha testou a última versão de testes do XP64, antes do lançamento oficial, antecipando o que vai mudar a partir de abril. Isto é, se a Microsoft não atrasar o cronograma mais uma vez. Paulo Rebêlo Folha de Pernambuco Engana-se quem acha ser necessário correr até a loja mais próxima e atualizar o computador para entrar no mundo 64-bit. É verdade que XP64 só roda em processadores com suporte à nova plataforma, mas pouquíssimos usuários vão se beneficiar de um upgrade agora ou a médio prazo. O motivo é simples: o sistema operacional é 64-bit, mas os softwares disponíveis no mercado ainda não são. A Microsoft testa o XP64, internamente, há dois anos. E um processador para usuário doméstico já existe desde o final

texto completo

Windows não é a única opção

Software livre – parte 1/3 Paulo Rebêlo [email protected] Quando você está terminando de escrever aquele relatório, o Windows trava. Reinicia e tenta abrir o arquivo novamente, mas aparece a nefasta tela azul com a mensagem de que você realizou uma operação ilegal ou inválida. Quer dizer, o sistema trava e a culpa ainda é sua. Se você também acha que pode existir vida além do sistema operacional da Microsoft, a salvação pode estar a poucos downloads de distância ou a menos da metade do valor de uma licença do Windows. Muita gente começa a adotar o Linux, um sistema operacional de código aberto, gratuito, ainda rodeado de mistérios e polêmicas. As discussões sobre Linux x Windows quase sempre recaem sobre ideologias, em um embate quase religioso contra o império econômico de grandes empresas. A Folha deixou de lado o blá-blá-blá técnico-religioso e começa, hoje, uma série de matérias sobre as alternativas de qualidade para quem deseja se livrar dos chiliques do Windows e conhecer o novo mundo do software livre. Nesta edição, veremos novas opções de sistemas operacionais. Testamos as duas principais alternativas ao Windows no Brasil, em português: o pioneiro Conectiva Linux e o novato Freedows. Ambos são fáceis

texto completo

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram