Natal dos incluídos

Distante do luxo de buffets e shows fechados, os palcos alternativos fervem de cultura popular nas noites de Natal e Réveillon Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco 24.dezembro.2008 Enquanto muita gente vai pagar R$ 200 para ceias de natal em luxuosos restaurantes do Recife, outros vão desembolsar valor parecido para shows de bandas famosas do Sul e do Sudeste. De hoje à noite até o réveillon, não faltam opções. E quanto mais caro, mais difícil é achar uma vaga ou ingresso. Mas, para quem deseja respirar cultura de verdade, os lugares são outros. Os pólos alternativos para natal e ano-novo, longe do centro e do luxo, contam com o que há de melhor em termos de dança, música e apresentações populares. De graça. Além dos tradicionais Marco Zero, Sítio da Trindade e Pátio de São Pedro, é hora de ir para Brasília Teimosa, Ibura, UR-7/Várzea, Bongi, Jardim São Paulo, Morro da Conceição e Nascedouro de Peixinhos.

texto completo

Cinema sobre o brega também é de uva

Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco 20.dezembro.2008 “Que galega boa do créu!”, exclama um guri de seus 12 anos de idade, correndo e chamando os amigos. São 16h de uma segunda-feira na beira-mar de Brasília Teimosa. O sol já começa a se pôr e nem parece dia de semana. A praia está lotada – de gente e de cerveja espalhada pelas mesas amarelas – e um certo alvoroço chama a atenção da criançada e dos marmanjos papudinhos de plantão.

texto completo

Vampiros vivem dilemas adolescentes

Roteiro, ritmo e interpretação em Crepúsculo são calculados para agradar o público teen Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco 18.dezembro.2008 Do bangue-bangue no Velho Oeste americano aos zumbis japoneses de cabelos coloridos, filmes de vampiros não saem de moda. Desde os clássicos de Bela Lugosi (1931) ao Drácula refinado de Bram Stoker (1992), passando por releituras pop como a trilogia Blade (1998-2002-2004), os contos vampirescos têm pelo menos uma peculiaridade: o vampiro – protagonista ou vilão – sempre deseja possuir (em todos os sentidos) a mocinha ingênua e pueril. Em Crepúsculo (Twilight, EUA, 2008), que tem sessões de pré-estréia hoje, abertas ao público, o vampiro quer apenas proteger a heroína de todo o mal que possa ser causado… por outros vampiros. Ela até tenta beijá-lo calorosamente, na cama e de pijama, mas é rapidamente afastada.

texto completo

Música // Kevin Costner canta com lobos

Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco 14.dez.2008 Para surpresa de quem não agüenta mais ator se aventurando como cantor, o disco de estréia Kevin Costner & Modern West surpreende desde a primeira faixa. Embora seja classificado nos Estados Unidos como música “country”, as 12 músicas que compõem o álbum Untold Truths passam ao largo do tradicional country norte-americano e atendem muito bem aos amantes da road music.

texto completo

Nem a beleza salva “A Mulher do Meu Amigo”

CINEMA // Atores globais e roteiro adaptado da peça de Domingos de Oliveira se perdem de forma desconexa no filme de Cláudio Torres, que estréia nesta sexta-feira Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco 12.dezembro.2008 Marcos Palmeira e Maria Luisa Mendonça. Vinhos, queijos e uma casa de campo. Até parece que o advogado criminalista Mandrake e a companheira Berta resolveram entrar de férias. Não se iluda. Junte o casal (da premiada série Mandrake da HBO), adicione a “eterna-ninfeta” Mariana Ximenes e um engraçadinho Otávio Müller. Agora, tente descobrir onde se encaixa A mulher do meu amigo (2008), o novo filme de Cláudio Torres. Quem adivinhar ganha um doce e perde os R$ 15 do ingresso a partir desta sexta-feira, quando estréia nas salas de cinema do Recife.

texto completo

De reis profanos e folclores religiosos

Dança de origem portuguesa, o reisado ganhou destaque no 4º Encontro Mestres do Mundo realizado no interior do Ceará Paulo Rebêlo (texto e fotos) Diario de Pernambuco 08.dez.2008 Crato (CE) – Fendas e rachaduras no solo são vistas em toda parte, a começar pelo pouso no minúsculo aeroporto em Juazeiro do Norte, a 600 km de Fortaleza e 700 km do Recife. O mormaço de fritar ovo em chão só dá uma trégua quando o sol se põe. Depois, o ônibus chega no bairro de Vila Lobo, 20 km adiante, na periferia do Crato. Tudo escuro, mas há um barulho diferente na Rua Antônio Gonzaga de Melo. A festa vem da residência de número 202, não por coincidência a casa de José Aldenir Aguiar, mestre do reisado no Crato. Ele é um dos primeiros mestres de cultura popular diplomados pelo governo cearense, ainda em 2004. É difícil achar Mestre Aldenir no meio daquele mundo de crianças coloridas e pulantes, devidamente caracterizadas e em perfeita sincronia com a voz do mestre e com o som oriundo de duas caixas velhas e surradas. Aldenir mal se mexe. Quando solta a voz, canta que é uma beleza.

texto completo

Aos mestres com carinho

Encontro reúne, em três municípios no Cariri cearense, figuras da cultura popular: do som, do corpo, da oralidade, do sagrado e das mãos Paulo Rebêlo (texto e fotos) Diario de Pernambuco 07.dezembro.2008 Crato (CE) – Quando sofreu o acidente que lhe tirou o sustento, o pescador José Pereira de Oliveira achou que era o fim de sua vida no mar. Com o laudo médico de invalidez, aposentou-se. Então com 45 anos e sem perspectivas, passava o tempo olhando para sua jangada ancorada na praia de Aquiraz, a 25 km de Fortaleza, hoje um dos principais pontos turísticos do Ceará. E de tanta saudade, surgiu o mestre de mãos hábeis a retalhar, com curiosa precisão, miniaturas perfeitas das jangadas de pesca. Aos 82 anos, Seu Oliveira vive deste “mar” há 37 e tornou-se uma das figuras mais conhecidas de quem passa por Aquiraz. Cada peça leva um dia inteiro para ficar pronta, vendida a R$ 10. A maioria nem imagina que ele usa apenas uma faca e um pouco de cola como instrumentos de trabalho. Mas hoje ele não está na praia onde nasceu e criou os oito filhos, dos quais apenas a caçula (37) permanece sob o mesmo teto.

texto completo

Arte da memória

Mestres da cultura popular se reunem em três cidades cearenses para trocas de experiências e apresentações individuais e coletivas Paulo Rebêlo (texto e fotos) Diario de Pernambuco 06.dezembro.2008 Juazeiro do Norte (CE) – Quente, tranqüila e silenciosa como sempre, Juazeiro parece não dar atenção à efervescência de cultura popular aqui presente. Desde o dia 2 de dezembro, o Cariri cearense recebe o 4º Encontro Mestres do Mundo, dividido entre as cidades vizinhas do Crato e de Barbalha, a 600 km da capital Fortaleza. Até este domingo, mestres populares das mais variadas artes e lugares participam de apresentações individuais ou coletivas, rodas de debate e palestras no Memorial Padre Cícero, em paralelo ao 3º Seminário Nacional de Culturas Populares. Os eventos são promovidos pelo Ministério da Cultura e pela Secretaria de Cultura do Ceará.

texto completo

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram