Origami: o projeto nada secreto da Microsoft

Paulo Rebêlo Folha de Pernambuco – 15.março.2006 Um projeto “secreto” da Microsoft, envolvendo outras fabricantes e empresas de tecnologia, foi o maior burburinho em fóruns e sites na internet durante a última semana. Batizado de Origami, tanto segredo revelou-se, oficialmente, um fiasco. O resultado final foi apresentado durante a Cebit, uma das principais feiras de tecnologia do mundo, na semana passada, em Hannover, Alemanha. O Origami nada mais é do que um computador híbrido de notebook e PDA – aqueles do tipo Palmtop e Pocket PC. Em conjunto com a Samsung (Coréia) e a Asus (Taiwan), o Origami da Microsoft funciona como um Tablet PC ultra-fino, com recursos de MP3 Player e prancheta digital, ao mesmo tempo que pode se tornar um gerenciador de contatos e endereços para consulta rápida. O sistema operacional é o Windows XP Tablet PC Edition, otimizado para portáteis. De acordo com um porta-voz da Samsung, por enquanto, o produto exibido na Cebit é apenas um protótipo e tem um tamanho similar a um DVD Player portátil, com tela de 7 polegadas, disco rígido de 40 Gb, teclado sem fio, conexão à internet sem fio (Wi-Fi e Bluetooth) e bateria com duração de três horas e

texto completo

Windows Vista para todos os gostos

Paulo Rebêlo Folha de Pernambuco – 08.março.2006 Depois de anunciar preços e versões individuais do Office 2007, agora a Microsoft oficializa a estratégia de lançamento do Windows Vista, sucessor do XP. O produto final deve chegar às prateleiras até o final do ano – segundo analistas da indústria, possivelmente nas festas de Natal, em conjunto com o novo Office.  O Vista terá várias versões diferentes, um cenário que, na visão da Microsoft em nota oficial, tende a “facilitar” (e não dificultar) a vida do consumidor.   São duas versões voltadas ao usuário doméstico (Home Edition Basic e Premium), uma para profissionais/workstation (Business Edition), uma para grandes corporações (Enterprise Edition), uma edição reduzida para países subdesenvolvidos (Vista Starter, incluindo Brasil, Índia, Tailândia, entre outros) e o Windows Vista Ultimate Edition, que reunirá todas as funcionalidades, sem limitações.   A versão Business substitui o Windows XP Professional. A diferença entre Home Basic e Premium é apenas a inclusão do Media Center, um centro multimídia para TV e gravadores digitais de vídeo, já disponíveis na versão Media Edition do Windows XP, ainda pouco conhecida no Brasil. A exemplo do XP, o mais procurado pelos usuários comuns deverá ser o Business, porque a versão

texto completo

Office 2007 sai até o final do ano

Paulo Rebêlo Folha de Pernambuco – 22.fevereiro.2006 A Microsoft acaba de confirmar os preços e estratégias de distribuição da 12º versão do Office, agora oficialmente batizado de Office 2007. Antes, o codinome utilizado entre os  desenvolvedores era somente “Office 12”, enquanto a empresa se decidia pela continuidade de nomes cronológicos ou não. A fim de coincidir o lançamento com o Windows Vista, a Microsoft promete liberar o produto comercialmente até o final deste ano, quando, também, o sucessor do XP deve chegar às prateleiras. Analistas de mercado nos EUA aguardam a dobradinha para as festividades de Natal. A primeira versão oficial de testes (beta) do Office 2007 foi testada pela Folha, em novembro do ano passado. A segunda edição para teste está prevista para ser liberada em março, com novos recursos e aplicativos adicionais. A grande novidade é a inclusão de uma versão “servidor” (server-based) e uma de alta produtividade (high-end) com programas direcionados a um público restrito, como é o caso da Enterprise Edition e Professional Plus Edition. No Brasil, os preços ainda não foram oficialmente definidos. A filial da Microsoft no País explica que somente em maio poderá divulgar os valores no mercado local. Um pacote reduzido, com

texto completo

Teste do Vista já está disponível

Na edição passada, a reportagem da Folha mostrou em primeira mão a cara do sucessor do Windows XP, chamado de Windows Vista, a partir de uma versão de testes. Conforme a Microsoft antecipou, na mesma semana foi liberada a primeira versão beta oficial, também testada e mostrada hoje aos leitores. O susto maior é com o tamanho da instalação. Enquanto a versão anterior tinha quase 1 Gb nos arquivos de instalação, a beta1 vem com um DVD de 2.5 Gb. De acordo com a Microsoft, boa parte do excedente é para alocar os drivers de periféricos lançados recentemente e arquivos de compatibilidade. Pelas imagens, dá para ver que o visual continua igual à pré-beta. Há um requinte maior em relação ao XP, porém, sem nada de realmente diferente. Uma versão do Internet Explorer 7.0 foi embutida nesta edição, mas já com defasagem: não inclui os recursos de segurança testados no beta específico do IE7, liberado pela empresa para teste em máquinas com Windows 2000 e XP. O Vista também tem funções contra spyware,com o Microsoft Antispyware incluso. Na performance, o novo Windows não é tão rápido quanto a Microsoft propaga, mas promete. Os programas integrados (da própria empresa) carregam um

texto completo

Windows Vista é o sucessor do XP

Depois de três anos entre expectativas e boatos, a Microsoft finalmente bateu o martelo sobre o futuro da plataforma Windows. Desde meados de 2002, a empresa desenvolvia um produto, sob o codinome de Longhorn, que viria a se transformar na próxima versão do sistema operacional. Agora, a turma de Bill Gates resolveu oficialmente batizar a cria. Windows Vista é o nome do sucessor do XP, previsto para ser lançado apenas no final de 2006. Ironicamente, Vista é o nome de uma desenvolvedora de softwares quase vizinha à Microsoft, o que pode render um processo judicial antes mesmo do lançamento comercial. Na próxima quarta-feira, a primeira versão de testes ficará disponível para um grupo selecionado de 100 mil pessoas, a fim de encontrar novos defeitos e sugestões. A Folha testou a última versão pré-beta oficial, para desenvolvedores, e antecipa as novidades para você. Paulo Rebêlo Folha de Pernambuco, 27.julho.2005 A versão pré-beta1, testada pela Folha, revela novidades na interface e no jeito com que o usuário gerencia e lida com arquivos pessoais, mas nada que salte aos olhos. Por ainda ser uma versão de testes, a performance não é boa e o WinVi chega a ser mais lento do que o

texto completo

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram