Hillary só faz adiar a sua retirada

ELEIÇÕES NOS EUA // Para analista que esteve no Recife, Obama ganhou a vaga Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 15.maio.2008 Apesar da recente vitória de Hillary Clinton (67%) nas primárias no estado da Virgínia Ocidental, o candidato do Partido Democrata à presidência dos Estados Unidos será, sem margem à dúvida, Barack Obama. Quem garante é o professor Thomas Schaller, da Universidade de Maryland, um dos analistas políticos mais conhecidos nos EUA. Durante a tarde de ontem, Schaller proferiu uma longa palestra no auditório dos Diários Associados em Pernambuco, mostrando didaticamente e com vários infográficos como Barack Obama galgou seu espaço com o eleitorado e nas eleições primárias da maioria dos estados norte-americanos. Ao menos, a ponto de não deixar dúvidas quanto à postulação do seu nome à presidência da nação mais poderosa do mundo.

texto completo

Programa incomoda oposição

Judiciário // TSE rejeita ação do DEM contra “Territórios da Cidadania” Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 20.abril.2008 A maior oportunidade de a oposição enfraquecer Lula – e por conseguinte todos os candidatos a prefeito vinculados à imagem do presidente – se dissipou com mais uma resposta negativa do TSE. O ministro Ari Pargendler, relator da representação, negou o pedido do Democratas (DEM) de abrir uma ação de investigação judicial eleitoral por abuso de autoridade do presidente a partir do lançamento do “Territórios da Cidadania”. O programa é a principal bandeira social do governo federal, depois do Bolsa Família, prevendo uma série de ações estruturadoras em regiões remotas do Brasil, onde muitas vezes não há água, energia e saneamento básico. Considerado uma sequência ao Bolsa Família, o “Territórios” também foi atacado pelo PSDB sob argumento de ter caráter meramente eleitoreiro.

texto completo

Eles querem restaurar a Monarquia

Movimento nacional, com forte presença em Pernambuco, tenta instituir sistema de governo com imperador, primeiro-ministro e parlamentarismo Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 15.nov.2007 (link) O presidente se preocupa com as próximas eleições, enquanto o rei se preocupa com as próximas gerações. Eis um dos principais pontos a nortear monarquistas de vários estados, a partir de hoje (15), em um debate em São Paulo sobre o “novo” projeto político para o país. Poucos têm observado, mas neste exato momento diversas associações trabalham e discutem a restauração da Monarquia no Brasil. O modelo inclui as figuras do imperador, do primeiro-ministro e de gestores eleitos pelo povo, em regime de Monarquia parlamentarista. De forma um tanto discreta, os chamados círculos monárquicos promovem encontros e palestras sobre a viabilidade política e o momento mais oportuno para a restauração. Agora, quando se comemora 119 anos da Proclamação da República, eles se sentem preparados a enfrentar e tentar esclarecer a opinião pública. E até mesmo fazer parte do atual sistema político, por meio de um partido e de uma base no Congresso Nacional. São planos e idéias que, de hoje a sábado, constam na programação do Encontro Monárquico 2007 na capital paulista, organizado pelo Instituto

texto completo

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram