Entenda as tecnologias por trás dos processadores

Paulo Rebêlo especial para o UOL Tecnologia (link original c/ imagens) O processador é a parte mais importante do computador, pois é ali onde será interpretado e executado uma série de instruções fornecidas pelos aplicativos (softwares) que você usa, como o sistema operacional e o editor de textos, por exemplo. Por isso é comum ouvir dizer que, quanto mais rápido o processador, mais veloz ficará sua máquina. Apesar de o processador sozinho não ser responsável pela performance como um todo, é a partir dele que devemos começar a olhar quando pensamos em trocar de PC. Também conhecido como CPU (do inglês Central Processing Unit ou Unidade de Processamento Central), a velocidade do processador é medida pelo seu clock em GHz (gigahertz) ou, para as unidades mais antigas, em MHz (megahertz). A taxa de clock Cada hertz equivale a um “ciclo-por-segundo” ou, para entendermos melhor, uma “instrução-por-segundo”. Logo, 100 Hz são 100 instruções/segundo. Como os processadores para PC trabalham com o prefixo mega (MHz), precisamos saber que equivale a um milhão de hertz. Ou seja, 100 MHz são 100 milhões de instruções por segundo. Mil megahertz (1000 MHz) equivalem a um gigahertz (1 GHz) que, por sua vez, significa um bilhão

texto completo

Pentium, Sempron, Celeron, Athlon? Entenda.

Um resumo didático sobre a confusão entre os processadores disponíveis no mercado e os usuários a que se destinam. Antes de comprar uma máquina nova é bom saber as diferenças. Paulo Rebêlo Folha de Pernambuco republicação no Webinsider O processador é a parte mais importante do micro e é com base nele que as pessoas costumam escolher o computador na hora da compra. Quanto maior a velocidade do chip, mais rápida a máquina, dizem os lojistas. Hoje, o consumidor pode optar por processadores da Intel e da AMD, as duas gigantes do setor. A primeira oferece os processadores Pentium e Celeron; enquanto a segunda chega com Athlon e Sempron. Mas cadê o Duron, que até pouco tempo atrás imperava nos anúncios dos jornais? O Pentium IV é o processador top de linha, objeto de cobiça entre gamemaníacos, entusiastas e usuários avançados. Uma de suas principais vantagens em relação aos concorrentes é a velocidade do barramento (FSB, de Frontside Bus), responsável pela comunicação entre o processador e o restante dos componentes. As versões novas do Pentium rodam a 800 MHz de barramento, enquanto o concorrente Athlon vai a 400 MHz. A memória cache do processador, responsável por instruções especiais, muito utilizadas

texto completo

Windows 98 : vale a pena atualizar?

Paulo Rebêlo | 26.junho.1998 Com o lançamento oficial do Windows 98, o comércio e os usuários estão cada vez mais afoitos e ansiosos. Para quê? Para comprar, talvez. Um novo sistema operacional está prestes a vir a tona. Mais potência, mais interação, mais tecnologia, mais velocidade. Essas são as promessas da Microsoft. Menos dinheiro no bolso também.

texto completo

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram