Crise no centro do último debate

O terceiro embate entre o republicano John McCain e o democrata Barack Obama foi o mais instigado dos encontros e tratou de temas do interesse do americano comum Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco 16.outubro.2008 No melhor dos debates entre os candidatos norte-americanos à presidência, a grande estrela não foi o democrata Barack Obama e nem o republicano John McCain. Durante todo o embate de perguntas e respostas, quem roubou as atenções foi “Joe, o encanador”, com quem Obama supostamente manteve uma conversa informal, semanas atrás, sobre economia. Para ilustrar como os programas de governo são diferentes quando o assunto é redução de impostos, McCain insistiu que Joe, o encanador, precisaria pagar mais impostos caso Obama vença as eleições no dia 4 de novembro. E Joe não foi deixado mais em paz até o fim do evento, 90 minutos depois.

texto completo

Biden e Palin se enfrentam

Eleições americanas // Debate de hoje entre os candidatos à vice-presidência pode mudar o rumo da campanha e ajudar os indecisos Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 02.outubro.2008 Após o fiasco do primeiro debate entre os presidenciáveis Barack Obama (Democratas) e John McCain (Republicanos) na televisão, são os candidatos à vice-presidência dos Estados Unidos que carregam as principais apostas para o eleitorado indeciso. Hoje à noite, a CNN transmite às 22h o único debate da campanha entre os polêmicos Joe Biden, 65, vice de Obama; e Sarah Palin, 44, de McCain.

texto completo

Perdidos no tempo e espaço da internet

ELEIÇÕES // Sem regulamentação sobre novas tecnologias, uso da rede nas campanhas perde o rumo e Justiça decide avaliar caso a caso Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 15.junho.2008 Após cumprir um mandato-tampão como governador do Estado da Califórnia (EUA) de 2003 a 2006, com 48.6% dos votos válidos, ele foi reeleito convencionalmente naquele mesmo ano com a vontade de 56.0% dos eleitores. Foi quando este republicano que atende pelo nome de Arnold Schwarzenegger – sim, ele mesmo – sugeriu que um dia gostaria de ser Presidente da República. Quase de imediato, os democratas, ala de Barack Obama e Hillary Clinton, decretaram que o sonho do exterminador do futuro era infundado e ilegal. Pela constituição americana, somente cidadãos nascidos em solo norte-americano podem ser candidatos à presidência. Apesar de possuir a cidadania desde 1983, Schwarzenegger nasceu na Áustria em 1947.

texto completo

Chapa dos sonhos para democratas

ELEIÇÕES NOS EUA // Obama e Hillary costuram aliança para derrotar McCain Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 25.maio.2008 Embora todos os governantes na América do Sul tenham plena ciência do pouco significado político do continente antes e depois das eleições norte-americanas, não há veículo de comunicação no mundo que não destaque, quase que diariamente, os bastidores do pleito de novembro. Além da razão óbvia de se tratar do futuro comandante da nação mais poderosa e influente, a disputa interna no Partido Democrata para indicar o candidato, entre Barack Obama e Hillary Clinton, hoje se mostra também insignificante do ponto de vista prático. Com propostas de governo relativamente divergentes para a política interna, externamente Obama e Clinton não diferem em quase nada.

texto completo

O outro lado da América

ELEIÇÕES NOS EUA // Para analista político Thomas Schaller, parte latina do continente continuará em baixa com o novo presidente Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 18.maio.2008 Com o nome praticamente definido como o candidato democrata à presidência dos Estados Unidos para as eleições gerais de novembro, Barack Obama ganha ainda mais popularidade mundo afora, mas seu programa de governo é incipiente ao tratar de política externa. Analistas internacionais ouvidos pelo Diario são unânimes ao afirmar: quem quer que seja o futuro presidente norte-americano, pouco ou nada mudará o tratamento aos países do hemisfério sul. Pior, nenhum dos candidatos apresenta altivez em questões que ultrapassem o seu território.

texto completo

Hillary só faz adiar a sua retirada

ELEIÇÕES NOS EUA // Para analista que esteve no Recife, Obama ganhou a vaga Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 15.maio.2008 Apesar da recente vitória de Hillary Clinton (67%) nas primárias no estado da Virgínia Ocidental, o candidato do Partido Democrata à presidência dos Estados Unidos será, sem margem à dúvida, Barack Obama. Quem garante é o professor Thomas Schaller, da Universidade de Maryland, um dos analistas políticos mais conhecidos nos EUA. Durante a tarde de ontem, Schaller proferiu uma longa palestra no auditório dos Diários Associados em Pernambuco, mostrando didaticamente e com vários infográficos como Barack Obama galgou seu espaço com o eleitorado e nas eleições primárias da maioria dos estados norte-americanos. Ao menos, a ponto de não deixar dúvidas quanto à postulação do seu nome à presidência da nação mais poderosa do mundo.

texto completo

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram