Prefeitos pressionados a resolver questão do lixo

MEIO AMBIENTE // Ministério Público cobra construção de aterros sanitários em Pernambuco Paulo Rebêlo Diario de Pernambuco – 08.junho.2008 A novela de duas décadas sobre o Lixão da Muribeca, cujos personagens principais – as prefeituras do Recife e de Jaboatão – nunca se entendem, irá reunir o Ministério Público de Pernambuco e as partes interessadas em uma reunião na próxima terça-feira, na Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), no Recife. A promotoria de meio ambiente do MPPE quer uma definição das prefeituras sobre a desativação do aterro sanitário e a adoção da coleta seletiva – presente na legislação estadual e até hoje nunca cumprida ou fiscalizada. As irresponsabilidades por trás do uso e gerenciamento do aterro sanitário foram abordados pelo Diario nas edições de 1 de junho (Política) e no caderno especial sobre meio ambiente, publicado no dia 05 de junho. Outros temas previstos para debate são licenciamento ambiental, política estadual de resíduos sólidos, consórcio público e linhas de financiamento.

texto completo

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram