Apocalipse a 10 mil metros de altura

Paulo Rebêlo // setembro.2006 Mulheres bonitas deveriam ser terminantemente proibidas de viajar de avião. Como uma lei neste sentido me parece pouco plausível, acredito que as companhias aéreas poderiam, pelo menos, criar uma área diferenciada dentro da aeronave para abrigar essas criaturas. Similar ao que acontecia antigamente, quando havia divisão entre fumantes e não-fumantes.

texto completo

Viagem de avião

Paulo Rebêlo // agosto.2006 Três coisas me dão calafrios em viagem de avião: a decolagem, o pouso e a expectativa sobre a pessoa que vai sentar ao meu lado. Em vôos curtos, não é tão ruim. Em vôos mais longos, a história é outra. Não sei o que passa pela cabeça desse povo que insiste em puxar conversa achando que vai fazer uma amizade em quatro horas de vôo. Talvez seja uma inconsciente necessidade de parecer amistoso e bacana. Querem saber toda sua história de vida. O que você faz, deixou de fazer e pretende fazer um dia.

texto completo

Mulheres Bonitas

Paulo Rebêlo // fev.2005 Todo homem passa por um estágio, ou chega nele, em que começa a ficar abusado de mulheres bonitas. Aos poucos, vamos perdendo a paciência com as neuras e complexos que parte dessas mulheres carregam escondidos. As mulheres têm uma perícia ímpar em disfarçar, como bem sabemos, mas nunca percebemos. No plano psicológico, porém, a situação é mais complicada porque um dia a gente nota. Às vezes, você conhece uma mulher linda e maravilhosa mas, com pouco tempo de convivência, ela começa a desflorar um pacote cheio de neuras: insegurança, cobrança, ciúme excessivo… É como se elas guardassem o pior para depois. Uma sobremesa invertida. Os homens não conseguem ter a mesma capacidade. Bem que gostaríamos, mas dentre tantas incapacidades que temos, uma é não conseguir esconder nada por muito tempo das mulheres. Uma mulher pode trair o marido durante anos a fio e a gente nunca descobre. Por outro lado, quando temos um caso ou uma aventura fixa, as mulheres descobrem logo, subjetivamente. Nem sempre elas falam e [quase] nunca admitem, mas sabem. Guardam para si. Nossos complexos ficam rapidamente à mostra. Um trauma de infância, uma frustração amorosa, um ceticismo qualquer, um jeito imaturo ou

texto completo

A mulher fresca

Paulo Rebêlo // junho.2004 Mulheres adoram fazer analogias históricas, culturais, antropológicas, sociais, econômicas, políticas, geográficas, químicas, filosóficas e metafísicas para classificar os vários tipos de homens existentes no mercado. A gente cansa de ouvir essas classificações em mesa de bar e de ler em revistas.

texto completo

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram