Quando a inovação não chega

Newsletter Paradox Zero | 16.agosto.2019


Caros colegas e colaboradores,

Apesar de a gente comer algoritmos no café da manhã e criptografar o almoço, nossa fome é movida pelas possibilidades de inovação nas áreas em que atuamos junto aos nossos clientes, principalmente nos processos de presença digital e inteligência corporativa.

É por essa razão que estivemos durante toda a semana no Innovation Summit 2019, a primeira edição realizada no Brasil. A convite do Sebrae e do SebraeLab, também estamos no Startup Summit 2019, ambos em Florianópolis, cidade que atualmente é um dos principais ecossistemas de tecnologia, inovação e empreendedorismo do Brasil.

Entre mais de 4 mil participantes que em sua maioria são CEOs, investidores e empresários, parece irônico que um dos questionamentos mais pertinentes — e mais recorrentes — seja um velho dilema enfrentado por pequenas agências feita a nossa: por que as empresas demoram tanto a dar início a processos de inovação?

Engana-se quem sempre aponta a falta de investimento como a principal causa.

Para investir, é preciso saber ou ter uma ideia minimamente plausível sobre onde investir. A decisão pelo investimento é o passo mais fácil.

Difícil é convencer todos os atores envolvidos — ou stakeholders, no jargão — da necessidade de ampliar seus horizontes profissionais, culturais e orçamentários. É uma dificuldade de escalonamento duplo: da diretoria e dos profissionais que estão na linha de frente da produção.

Não necessariamente nessa ordem.

Profissionais inovadores dificilmente sobrevivem em um ambiente cuja diretoria valoriza o status quo.

Igualmente, diretores em busca de inovação continuarão frustrados (e estressados) se os profissionais estiverem preocupados unicamente em cumprir a tabela de demandas e bater o ponto.

Quem nunca?

Você não precisa ter seu próprio negócio e nem ser um gestor para inovar. Avalie seus processos de trabalho, seu fluxo de resultados e pesquise. A quantidade de diferentes processos produtivos vai lhe assustar.

E quem tem medo, não investe. Quem não investe, não inova. Quem não inova, já ficou para trás antes mesmo de estagnar.

Grande abraço e até o próximo boletim.

Rebêlo.

 

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram