O Menino da Porteira: Daniel, peão justiceiro

2009-03-07_111249Cantor é protagonista da refilmagem O Menino da Porteira, que no original de 1976 foi interpretado por Sérgio Reis

Paulo Rebêlo
Diario de Pernambuco
07.março.2009

Se parece difícil levar a sério um filme protagonizado pelo cantor Daniel, mesmo quando ele canta a primeira música aos quinze minutos de O menino da porteira, a tarefa beira o impossível quando a mocinha da trama “pede” Daniel em casamento e ele responde… cantando.

Refilmagem de 1976 que estreou ontem nos cinemas do Recife, O menino da porteira mostra um Daniel com as mesmas expressões faciais e posturas nos momentos de alegria, tristeza, suspense, drama, paixão e aventura. Quase um Steven Seagal no Rancho Fundo, bem pra lá no fim do mundo.

Depois de 27 anos afastado do cinema, Jeremias Moreira Filho refaz seu filme original, quando Sérgio Reis interpretou o Diogo Mendonça da época, hoje personagem de Daniel. O produtor Moracy do Val também é o mesmo. Tratou-se de uma incursão de sucesso para a época, cuja história é baseada em famosa (e bonita) canção sertaneja composta por Teddy Vieira (letra) e Luizinho (música), gravada inicialmente em 1955.

O menino da porteira reúne todos os papéis clássicos: o protagonista galã, a mocinha ingênua, o trabalhador injustiçado, a família pobre de bom coração e, claro, o coronel malvado e sem escrúpulos, com a graça de um sempre esforçado José de Abreu. Destaque para a fotografia e para a revelação de um ótimo Zé Coqueiro, interpretado pelo mineiro Antonio Edson, um dos fundadores do grupo teatral O Galpão na Belo Horizonte do início dos anos 80.

Com o respaldo dos seus 12 milhões de discos vendidos, o Troféu Imprensa (!) de Melhor Cantor de 2007 e a legião de fãs Brasil afora, Daniel exibe os dotes vocais em quatro oportunidades, o mesmo número de vezes ao responder “sou apenas um tocador de boiada”. Alusão ao caráter de “peão solto no mundo”, sem origens, sem família e sem destino, mas que da noite para o dia passa a nutrir espírito de justiça entre os pequenos fazendeiros e uma amizade fraterna com o tal menino da porteira, intepretado pelo ator mirim João Pedro Carvalho.

O boiadeiro-justiceiro esquenta o coração de Juliana (Vanessa Giácomo) e torna-se um herói para o menino da porteira, interpretado por João Pedro Carvalho, em seu segundo filme – ele ainda era neném, em Acquária, ao lado de Sandy & Junior. É o primeiro papel de protagonista para Daniel, que já fez duas pontas: em Xuxa requebra (1999) e Didi, o Cupido trapalhão (2003), além de aparecer em um capítulo da novela América. Curioso mesmo, contudo, é encontrar (ouvir) o mesmo Daniel cantando It’s all up to you no filme Kickboxer 2, de 1991.

O menino da porteira teve filmagens realizadas no município de Brotas, interior paulista, e na cidade cenográfica especialmente construída no Pólo Cinematográfico de Paulínia (SP), município que agora quer se tornar o berço para novas superproduções.

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram

  • Foco  um copo de subjetividades
  • Kitut Lembrana da infncia Encontrado e supervalorizado no mercadinho de

arquivão