Especial 64 bits // Comprou 4 GB de memória RAM e o PC só enxerga 3 GB?

Paulo Rebêlo | email
UOL Tecnologia
| link
19.novembro.2008

Você resolve comprar computador novo, talvez atualizar o atual, tudo para poder rodar os jogos mais recentes e finalmente usar o Windows Vista sem reclamar tanto da lentidão. Super-máquina, 4 GB de memória RAM e processador de dois ou quatro núcleos. Hora de ligar o PC e… frustração. Os 4 GB de RAM se transformaram em 3 GB.

Todos os dias, usuários desavisados acham que fizeram um péssimo negócio ao adicionar mais memória RAM. Quando perguntam ao vendedor ou ligam para a assistência técnica, a resposta mais comum é: “não se preocupe, é normal, trata-se de uma limitação do sistema operacional, os 4 GB estão instalados corretamente”.

Verdade ou mentira?

Verdade, em partes. A limitação existe e os 4 GB estão instalados corretamente. Só que o problema não é do sistema operacional e pode ser facilmente revertido. Para isso, será preciso trabalhar com Windows (ou Linux, ou qualquer outro sistema) de 64 bits, onde os 4 GB de memória são reconhecidos e “mapeados” corretamente.

Por que isso ocorre?

Praticamente todos os computadores domésticos ainda rodam em plataforma 32 bits. Por uma limitação técnica da arquitetura de hardware, o limite máximo é de 4 GB de RAM, mas o Windows não consegue “enxergar” tudo. A depender do modelo da sua placa-mãe e outros periféricos instalados, você consegue ver entre 2,75 GB a 3,5 GB.

Para onde foi o restante da memória? Continua lá e, em certas situações, poderá ser utilizada quando necessário em softwares específicos. Mesmo assim, o gerenciamento do Windows acima de 3 GB continuará sendo um remendo, quase um improviso.

Na prática, a partir de 4 GB, você perde performance (e dinheiro) ao usar um sistema operacional 32 bits. Mesmo que a BIOS mostre 4 GB instalados fisicamente, via software sempre haverá uma porção subutilizada. A partir do ServicePack 1 (SP1) do Vista, o Windows consegue mostrar (nas Propriedades do Computador) que você tem 4 GB, mas no gerenciador de tarefas (taskmgr.exe) você pode notar que apenas 3.x GB estão reservados para o sistema.

Resta saber se vale a pena, ou não, instalar uma versão 64-bit do Windows e recuperar a memória perdida para as limitações de hardware.

Vantagens e desvantagens do Windows 64-bit

Embora a plataforma de 64-bit do Windows gerencie melhor a memória RAM do que as versões 32-bit, a falta de softwares disponíveis para a versão superior pode ser uma barreira para a instalação ou upgrade do sistema. Além disso, usuários que não pretendem utilizar o computador para jogos ou pesadas aplicações de vídeo se beneficiarão muito pouco com a mudança de versão.

Confira alguns prós e contras em adotar o Windows 64-bit.

Consumo de memória
Ao comparar as edições 32-bit e 64-bit, você verá um dado bem curioso: o Windows64 consome mais memória. Se você procura por performance e estabilidade, não caia na tentação de voltar a 32-bit por causa deste fato. O Windows64 consome mais memória para cada processo isolado, mas a gerencia bem melhor e de modo otimizado quando há RAM suficiente, ou seja, com 4 GB em diante. Para jogos e aplicações pesadas de vídeo e imagem, o bom gerenciamento de memória é fundamental para performance.

Softwares disponíveis
Com raras exceções que pouca gente usa, os jogos e softwares são 32-bit. Hoje, não há perda de performance quando o Windows64 roda aplicativos 32-bit, mas você irá perceber que os aplicativos vão precisar de mais RAM quando abertos. Sobretudo no caso de navegadores (browsers) e antivírus, para citar dois casos comuns. Logo, se você não pretende jogar ou rodar aplicativos pesados, mas apenas navegar na internet e usar ferramentas de escritório, a migração para 64-bit pode significar trocar seis por meia dúzia.

Compatibilidade e hardware
Embora seja considerado um dos melhores sistemas operacionais já lançados pela Microsoft, o XP64 tem um grave problema de carência de drivers para hardware. O Vista64 já possui praticamente todos, inclusive para notebooks. A situação hoje melhorou muito para o XP64, mas para uso portátil ainda é uma grande dor de cabeça.

Internet
A única diferença significativa é a inclusão do Internet Explorer 64-bit nas edições do Windows64. A maioria dos plugins disponíveis não funciona, mas você terá um IE mais seguro e consumindo menos memória (gerenciando melhor) quando dezenas de abas estiverem abertas. Por outro lado, se você prefere rodar o IE padrão (32-bit), verá que com muitas abas abertas ele irá consumir bem mais memória do que antes. Os Windows 64-bit oferecem as duas versões do IE ao mesmo tempo.

Computadores com Vista já suportam 64-bit, mas XP também é opção

Para usuários Windows que optam por instalar uma versão 64-bit do sistema operacional, há apenas duas opções: usar o Windows XP-64 ou o Vista-64. Ambos podem ser adotados com menos de 4 GB, desde que o seu processador tenha suporte à tecnologia. O XP64, por exemplo, roda muito bem com 2 GB. Já o Vista64, não pense nele antes de ter, pelo menos, 4 GB.

O Vista64 é mais fácil de encontrar e comprar, até porque somente a partir do Vista – e de sua insaciável fome por memória – é que a Microsoft passou a investir no usuário doméstico da plataforma 64-bit.

O XP64 não é o mesmo XP tradicional. Ele é feito a partir do código do Windows Server 2003 e vários drivers de hardware não são compatíveis.

Já o Vista 64 é praticamente igual ao Vista tradicional, com a melhora de estabilidade e performance esperadas para quem tem 4 GB ou mais. Os requisitos de hardware são os mesmos. Atenção apenas ao processador: é preciso ter uma CPU compatível com 64-bit.

Se você comprou um PC novo com 4 GB e Windows Vista, certamente o processador suporta a plataforma 64-bit. E caso você queira instalar mais de 4 GB, o Windows 64-bit é a única solução, visto que 4 GB é o máximo utilizável em hardware 32-bit.

Algumas recomendações de uso otimizado

A plataforma 64-bit é essencial para os gamers. Se o objetivo é jogar, principalmente se você tiver uma boa placa de vídeo, esqueça o Windows tradicional e migre logo.

O gerenciamento de memória é melhor nas duas frentes: na RAM e na placa de vídeo. Com o Windows 32-bit tradicional, placas de vídeo com muita memória vão terminar “engolindo” ainda mais sua RAM sem necessidade. O Vista64 é considerado uma boa escolha para os gamers com 4 GB ou mais.

Por outro lado, se você comprou 4 GB apenas para poder usar o Windows Vista sem reclamar, mas não gosta de games, coloque na balança as vantagens. Para uso apenas de internet e escritório, você terá um gerenciamento melhor de memória com 64-bit, sim, mas a compensação nem sempre vale a pena por causa da ausência de aplicativos 64-bit nativos.

Hoje em dia, espaço no disco rígido (HD) não é mais problema. Mas também vale realçar que os Windows 64-bit ocupam pelo menos 1 GB a mais de espaço em disco, por conta dos arquivos e bibliotecas maiores.

Como aproveitar todo o desempenho de um processador de 64 bits

Os sistemas operacionais são projetados para funcionar da melhor forma possível com o hardware disponível.

Assim, para aproveitar completamente o desempenho que um processador de 64 bits (como o AMD Athlon 64 ou os da família Intel Core) oferece, é necessário ter também um sistema operacional preparado para trabalhar com 64-bit, como é o caso do Windows 64, do Mac OS X Leopard e da versão do Linux para 64 bits.

Caso contrário, o processador funcionará como se tivesse 32 bits, tanto em capacidade de processamento quanto em velocidade.

Segundo Alfredo Goldman Vel Lejbman, do Instituto de Matemática e Estatística (IME-USP) da Universidade de São Paulo, o sistema operacional de 64 bits faz contas com números maiores de forma mais rápida.

Na prática, isso significa que um usuário do AutoCad, por exemplo, conseguirá fazer cálculos mais precisos. No entanto, o usuário médio não verá grandes diferenças.

Isso porque os aplicativos precisam ter sido projetados para a computação de 64 bits; caso contrário, não rodarão no sistema. Goldman alerta que mesmo entre os jogos, é muito mais comum encontrar softwares para 32 bits do que para 64. “Só alguns jogos mais recentes são feitos para 64 bits. Por exemplo, aqueles portados de consoles como o Xbox 360, que funciona com essa tecnologia”, diz o professor.

9 comments On Especial 64 bits // Comprou 4 GB de memória RAM e o PC só enxerga 3 GB?

  • Vc tem idéia do pq meu XP64 não reconhece meus 4 GB de ram?

    O que fazer?

    Abraços

  • me manda uma foto do task manager (taskmgr.exe) para dar uma conferida. quando ele não reconhece, quase sempre é porque sua BIOS está desatualizada ou a placa-mãe é realmente muito antiga. isto é, partindo do princípio que os 4GB estejam realmente instalados corretamente.

  • Olá,

    Tenho uma dúvida. Minha maquina possui 4Gb de mem ram, uso o win 7 64 bits em dual boot com o xp 32. É padrão do win 7 reservar memória para hardware? No task manager ele informa que 779 Mb estão reservados para hardware e essa quantidade de memória não é identificada pelo Windows System Care. Ou seja, um sistema de 64 bits opera com a mesma quantidade de memória quando faço o boot pelo xp 32 bits. Como resolver?
    Um abraço e obrigado.

  • Mauricio, nao há problema algum. Desde o WinVista e principalmente no Win7, o sistema vai reservar uma boa memória de cache logo ao iniciar o computador. É o recurso chamado SuperFetch. Você pode desabilitar, mas não recomendo. Agora, tenha em mente que um sistema 64-bit sempre vai usar mais memória do que um de 32-bit, isso é fato.

  • Tenho um notebook dual core de 4gb de RAM. Instalei o Win7 64 bits. O computador reconheceu os 4gb. Instalei os meus outros programas, quando visualizei novamente, o sistema reconhecia apenas 2,98 gb (utilizáveis). Isto com o Win7 64bits.
    Poderias me ajudar?

  • Jonas,
    por onde você está vendo isso? Se for pelo task manager, esse número sempre vai diminuir, porque ele classifica a memória total, memória sendo usada e memória em pre-cache (utilizada pelo Superfetch do Windows Vista e Windows 7). O jeito certo para você conferir é nas propriedades do sistema, lá em Painel de Controle->Sistema (System). Se for 64-bits, vai aparecer 4 GB.

  • Boa tarde. Tenho um pc que originalmente veio com 256 MB de RAM. Dei esse pc para a minha irmã que mandou instarlar uma placa de 1GB. Ela me devolveu o pc e ele reconhecia 780 MB de RAM. Formatei a máquina pois ela mexeu muito nos programas sem saber o que estava fazendo. Depois de formatado, o pc não reconhece a placa de 1 GB. O que devo fazer

  • OLÁ, COMPREI UMA MEMORIA MARKVISION DE 2GB QUE NÃO ESTÁ SENDO RECONHCECIDA PELO PC.

    MINHA PLACA É GIGABYTE-GA-945GCM-S2L, JÁ TENHO UMA MEMORIA DE 2GB E QUERIA EXPANDIR PARA 4 GB , TENHO O WINDOWS XP 32 BITS ´, SERÁ QUE TENHO QUE PASSAR PARA 64 BITS ?

    JÁ TENTEI RECONHECER A MEMÓRIA NOVA , TIRANDO A MAIS ANTIGA, MAS NEM ASSIM A MEMÓRIA FOI RECONHECIDA.

    SERÁ QUE NO MEU CASO SERIA MELHOR TROCAR A MEMÓRIA POR OUTRA PEÇA ?

  • Caro,
    Primeiro você precisa conferir na BIOS se a placa-mãe reconhece sua memória nova ou não, apenas ela, sem a outra. Não use dois pentes de memória diferentes, qualquer diferença entre eles pode gerar incompatibilidade.
    Abs.

Comments are closed.

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram

  • Protena e lpulo no mesmo enquadramento desta sexta
  • Deu praia

arquivão