Bolsa Família: oposição mudou de lado

Paulo Rebêlo
Diario de Pernambuco – 29.julho.2008

Nas comunidades por onde passa na periferia do Recife, o candidato Mendonça Filho (DEM) tenta desfazer o mito pelo qual ele seria contra o Bolsa Família. A tentativa, contudo, não anula o histórico do partido. Além do DEM, a aliança PSDB-PMDB igualmente não é conhecida por medir críticas mordazes ao programa. (Leia alguns questionamentos ao lado).

Uma rápida pesquisa em artigos e entrevistas, de 2003 aos dias de hoje, é o suficiente para mostrar como a bancada de oposição “mudou de lado” diante do visível prejuízo eleitoral. A tentativa de Mendonça Filho em combater a contrapropaganda do PT também não é novidade, embora o democrata nunca tenha se posicionado – publicamente – contra o Bolsa Família.

A mesma contrapropaganda foi adotada amplamente na campanha estadual e nacional de 2006, quando o próprio Geraldo Alckmin (PSDB), então candidato à presidência, sentiu na pele o desespero dos eleitores menos favorecidos ao questioná-lo sobre o fim do benefício. Na época, também emcampanha (para o governo estadual), Mendonça Filho foi um dos poucos governadores de oposição a abrigar Alckmin em seu palanque, porém, de modo apenas sutil e sem bater de frente com o presidente.

Curiosa é uma entrevista em 2004 aos jornais de São Paulo da primeira coordenadora do Bolsa Família no governo, Ana Fonseca, criticando a apropriação política do programa. “Não se pode capitalizar politicamente”, afirmou. Internamente, o DEM chegou a sugerir aos candidatos a prefeito que atacassem o Bolsa Família, rebatendo o que eles chamavam de política assistencialista e populista. Tempos depois, o mesmo partido orienta o oposto.

Em abril deste ano, o ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ari Pargendler, negou o pedido do Democratas (DEM) de abrir uma ação de investigação judicial eleitoral por abuso de autoridade do presidente a partir do lançamento do “Territórios da Cidadania”, uma espécie de complemento ao Bolsa Família. A negativa foi abordada pelo Diario no dia 20 de abril. Na última semana, o mesmo DEM conseguiu uma liminar proibindo o PT de dizer que o partido é contra o Bolsa Família.

O uso político-eleitoral do Territórios também foi tema do Diario no dia 18 de maio. Levantamento orçamentário mostrou que 70% dos recursos seriam destinados para regiões sob comando de aliados do governo.

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram

  • Brilhando uma estrela vermelha para iluminar esta noite cinza HeinekenLight
  • Minhas pokernights no cabem numa dose Tentarei a garrafa

arquivão