Cansou do XP e quer fugir do Vista? Tente o Windows Server 2003

Paulo Rebêlo
UOL Tecnologia | 22.nov.2007 (link)

Windows Vista, XP ou 2000. Certamente algum deles passa por sua cabeça quando você pensa em atualizar o sistema operacional de seu PC em casa com a plataforma Microsoft. O Windows 2000 ainda é visto, por inúmeros especialistas, como a versão mais sólida até hoje lançada pela empresa. Mas, infelizmente, não há mais suporte a novos recursos (como o IE 7), e hardware recente se tornou incompatível. Já o Windows XP, instalado na maioria dos PCs domésticos, atende às principais necessidades, mas já mostra sinais de cansaço. E, finalmente, o Windows Vista, lançado este ano, ainda permance submerso em um mar de críticas e problemas de compatibilidade e performance. O que poucos usuários sabem, no entanto, é que existe uma versão do sistema operacional da Microsoft, chamada de Windows Server 2003, originalmente criada “para servidor” e que corre por fora, que tem se mostrado a opção mais estável e rápida até mesmo para usuários domésticos que usam o PC para tarefas básicas de escritório, Internet e multimídia. Após a última atualização com o Service Pack 2, esse sistema tornou-se uma espécie de XP turbinado, com gerenciamento de arquivos e memória superior ao XP. Todos os jogos, mesmo os mais exigentes, também funcionam no “WinServer”.

Se você pensa em atualizar o sistema operacional ou formatar seu disco rígido, vale a pena tentar o WinServer -principalmente se não tiver máquina suficiente para rodar o Vista. Para torná-lo “menos” servidor e mais desktop, há uma série de dicas e pequenas configurações, que dispensam conhecimentos técnicos avançados e vão fazer a diferença para deixar seu Windows Server igual ao XP -só que com mais performance e estabilidade.

A única dificuldade é onde encontrar o pacote do software para comprar. Em lojas de comércio eletrônico, apenas as versões XP e Vista estão disponíveis. O jeito é recorrer às lojas estrangeiras, procurar com a própria Microsoft ou recorrer a sites de leilão online. Só vale tomar cuidado para não adquirir produtos piratas.

Veja os passos para instalar o Windows Server sem erro

Os requisitos mínimos para a instalação do Windows Server -uma das versões do Windows criada, originalmente, para servidores- em uma máquina de uso doméstico são iguais ao XP. Com 512 MB de RAM, você terá um bom sistema operacional. Com 1 GB em diante, o Windows vai voar.

Alguns periféricos, como placa de som, de rede e de vídeo, possuem drivers específicos para o Windows Server que são diferentes do XP. Para encontrá-los, basta ir ao site dos fabricantes e procurar pelos drivers. Mas fique atento: com a versão mais nova do sistema operacional -embutido o Service Pack 2- muitos drivers para XP funcionam normalmente no Server, principalmente para placas de rede.
O ideal é você procurar os drivers na Internet antes de formatar seu disco rígido, ou seja, antes de instalar o Windows Server. É recomendado iniciar o processo de instalação dando o boot pelo CD. Dependendo do computador, entre 30 e 40 minutos o sistema operacional estará pronto para uso.

Durante a instalação, a única diferença para o XP é a pergunta do sistema sobre o “uso de licenças” ou “quantidade de clientes” que podem se conectar à máquina. Não modifique nada, deixe na opção padrão (cinco clientes) que já é otimizada para boa performance em tarefas domésticas.

Terminado o processo de instalação, você vai notar que a interface do Windows Server 2003 é a clássica, sem as firulas gráficas do XP, e muito menos as do Vista. É possível usar a interface do XP, sem problemas, como veremos mais adiante. Os mesmos temas disponíveis para XP também funcionam no Server, mas eles só não vêm ativados como padrão. Afinal, o objetivo do Windows Server é apresentar estabilidade e performance acima de requintes visuais.

Instale os drivers e aplicativos de hardware necessários do mesmo jeito que seria feito no XP: placa de som, placa de vídeo, placa de rede e assim por diante. Com o hardware funcionando, vem a parte principal: ajustar o Server para se transformar num ambiente de trabalho.

Ajuste o servidor para utilizar todos os recursos multimídia do WinServer

Para utilizar os recursos multimídia básicos no Windows Server 2003, vá em “Propriedades de vídeo” (clicando com o botão direito do mouse na área de trabalho), como se fosse mudar a resolução do monitor. Na aba de “Solução de problemas”, a aceleração de hardware vai estar desativada. Ative-a configurando para o modo completo, conforme a figura abaixo. Pronto, a partir daí, sua placa de vídeo poderá gerenciar as tarefas multimídia, exibindo todas as cores e recursos.

Para recursos avançados de multimídia, como jogos, é preciso configurar a aceleração do DirectX. Diferentemente do XP, o recurso não vem ativado por padrão no Server. No Menu Iniciar, escolha “Executar” e digite “dxdiag”, sem as aspas. As acelerações Direct3D e DirectDraw podem estar desativadas, assim como a aceleração de áudio. Como mostra a figura, ative tudo. Não se preocupe se a opção Direct3D não estiver disponível, é normal. Ative tudo que estiver disponível.

O Windows está quase pronto para funcionar como estação de trabalho. No Painel de Controle, escolha “Sistema”, “Avançado” e depois “Performance”. Se você tiver 512 MB de RAM, marque a opção “Programas” nas duas opções, como mostra a figura. Trata-se do gerenciamento de processamento e de memória. Se você tiver 1 GB de RAM ou mais, deixe a parte de “Uso de memória” configurada para “System Cache”. Com esta opção, o Windows vai carregar mais componentes internos do sistema ao iniciar, gastando mais memória RAM, mas em contrapartida efetuando as tarefas básicas (abrir e fechar múltiplas janelas, por exemplo) de um jeito mais rápido.

De volta ao Painel de Controle, clique em “Adicionar ou Remover Programas”, depois “Componentes do Windows”, conforme mostra a figura. Desmarque a opção “Internet Explorer Enhanced Security Configuration”. Desinstale-o, porque o recurso só tem finalidade em ambientes de servidores ou intranets. Para uso doméstico na Internet, fora de redes internas, o que vai zelar pela sua segurança é um bom firewall e um antivírus sempre atualizado. Além do mais, o IESC ativado irá lhe impedir de visitar uma série de sites na Internet.

Até agora, sua interface ainda é a clássica. Para ativar os temas do XP, vá até o Menu Iniciar, escolha “Executar” e digite “services.msc”, sem as aspas. Na parte debaixo, você terá o serviço “Temas”, que estará desabilitado. Habilite-o e o configure para “Automático”. É preciso reiniciar o computador para poder escolher os temas azulado, verde ou prata, seus velhos conhecidos do XP.

Configure o WinServer para rodar qualquer jogo ou aplicativo

São pouquíssimos jogos ou softwares que não rodam no sistema operacional Windows Server. Geralmente, softwares para desfragmentar o disco rígido possuem versões específicas para o sistema. No caso de jogos recentes, apenas o Doom 3 (que nem é tão recente assim) apresenta sérias dificuldades de rodar, mas uma rápida pesquisa em buscadores online por ‘Doom 3 e Windows Server’ irá lhe mostrar o caminho das pedras.

Caso algum jogo não rode no WinServer, não se desespere. Procure o executável (.exe) do jogo, clique com o botão direito em cima do arquivo, escolha ‘Propriedades’ e, na aba ‘Compatibilidade’, marque a opção Windows XP. Desse modo, o sistema irá emular o executável como se estivesse no Windows XP, “enganando” o código do jogo. Funciona muito bem e também serve para softwares diversos.
Por ter um gerenciamento de memória superior ao XP, caso você tenha 2 GB de RAM, não será nem preciso usar o arquivo de troca no WinServer. O arquivo de troca é uma espécie de artifício utilizado pelo Windows para melhorar o desempenho de leitura e gravação de dados no sistema. Para desabilitá-lo, vá em Painel de Controle -> Sistema -> Avançado -> Performance. É possível que alguns poucos jogos só rodem com o arquivo de troca funcionando (Quake 4, por exemplo), então você pode deixar um pequeno, de 200 ou 300 MB, apenas para referência.

Assistir filmes também fica impecável no Windows Server, seja em DVD ou em arquivos com extensões .AVI ou .MPEG. Algumas pessoas enfrentam problemas na hora de assistir filmes baixados da Internet por conta de uma incompatibilidade do codec Xvid com o Windows Server. É fácil consertar, basta instalar uma biblioteca de codecs chamada de ‘ffdshow’. Ele se sobrepõe ao Xvid, apresenta a mesma qualidade e reproduz todos os arquivos do Xvid sem problemas. Já os arquivos DivX não apresentam problema algum.

Windows Longhorn: o sucessor do Server

Se o Vista é o sucessor do XP, quem é o sucessor do Windows Server 2003? Trata-se do Windows Longhorn (nome provisório), que deve chegar ao mercado no primeiro semestre de 2008, mas que já pode ser baixado em versão beta. O Longhorn será uma espécie de Vista Server, digamos assim.

Testamos a última versão disponível para testes, oficial da Microsoft, a Release Candidate (RC) 0. A partir de agora, pelo menos duas outras versões RC serão disponibilizadas antes da versão final. A priori, o Longhorn segue o estilo da dobradinha XP/Server, ou seja, é um Vista sem as firulas gráficas (mas que podem ser habilitadas) e muito mais estável e rápido.
O Longhorn está sendo montado com todas as correções e remendos do Vista. De todo modo, não se anime tanto: é preciso ter pelo menos 10 GB de espaço no disco rígido para instalar a versão Standard do Longhorn.

Em nossos testes, a exemplo do Server 2003, tudo funcionou. Jogos antigos e de última geração, softwares novos e velhos. O Longhorn não apresenta, até agora, nada diferente do Vista para usuário doméstico. Para servidores, sim, a mudança é grande: novos recursos, mais facilidade de gerenciamento remoto e a lista segue, mas sem interesse para estações de trabalho.

No entanto, também seguindo a tendência do Server 2003, em nossos testes o Longhorn se mostrou mais rápido do que o Vista, mais estável e sem os constantes congelamentos do novo sistema operacional da Microsoft quando se trabalha com milhares de arquivos ao mesmo tempo.

O XP ainda não morreu

Com o lançamento do Windows Vista em 2007, a Microsoft prometeu que, aos poucos, o XP seria deixado de lado e que não haveria um novo grande pacote de atualizações (Service Pack). Voltaram atrás.

O terceiro (e até agora último) Service Pack está previsto para chegar junto com o Longhorn (Vista Server), no primeiro semestre de 2008. Versões de testes do Service Pack 3 para XP já circulam pela internet, oficialmente para os usuários cadastrados Microsoft e também em sites piratas de torrent.O Service Pack 3 traz todas as correções para o XP desde o Service Pack 2, o que não é pouco. São mais cem, entre tapa-buracos de segurança e compatibilidade, além de pequenas melhorias.

Em fóruns técnicos, a maioria das pessoas que testou revela ter sentido uma sensível melhora de velocidade com o SP3, ainda que em edição beta. Travamentos e falhas ainda são constantes, porém. Uma versão mais estável do SP3 para testes deve ser lançada até dezembro. Nós também testamos, funcionou bem durante duas semanas, depois começou a dar problema de congelamento.

Com o SP3, a Microsoft quer, ainda, incluir alguns [pouco] recursos do Windows Vista no XP, principalmente no quesito internet sem fio, redes e gerenciamento remoto. Até o momento, o SP3 não inclui o Internet Explorer 7 automaticamente, nem o Windows Media Player 11. As versões originais do XP (IE 6 e WMP 10) permanecem.

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram

  • Em dois dias deve ser mesmo o caos
  • Por 17 reais meu almoo em Braslia tem churrasquim de

arquivão