Receita apreende mercadorias

A Receita Federal apreendeu quase R$ 400 mil em mercadorias ilegais nos centros de distribuição dos Correios, considerados como as principais rotas para o comércio ilegal de produtos eletrônicos e de informática vendidos pela Internet. Batizada de Leão Expresso, a operação ocorreu na semana passada e deixou muito internauta sem receber produtos adquiridos pela Web.

Vale lembrar que não são todos os produtos comprados na Internet sujeitos à apreensão, apenas os oriundos de contrabando ou em outras situações ilícitas. A dica é evitar comprar em lojas sem credibilidade, principalmente aquelas que compram de lugares como o Paraguai ou que não enviam notas fiscais.

O chefe da Divisão Nacional de Combate ao Contrabando e à Pirataria da Receita Federal, Mauro de Brito, explicou que “o comércio pela Internet está crescendo cada vez mais e, por isso, esses crimes estão cada vez mais freqüentes”. Ele ainda explicou a Receita vai continuar com as operações e que ainda poderão incluir outros pontos de distribuição, como portos e aeroportos.

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram