Conheça a versão final do Windows XP

Paulo Rebêlo | setembro.2001

A nova arma da Microsoft acaba de sair do forno. O Windows XP, que agora concentra as funções do Windows 98/ME e do 2000 em um único sistema operacional, foi entregue na semana passada para seis fabricantes de computadores nos Estados Unidos. A idéia é que eles comecem a realizar exaustivos testes de compatibilidade e performance, de modo a não permitir incidentes maiores até o dia 25 de outubro, data prevista para o lançamento oficial do produto nas lojas. Ao mesmo tempo, outras empresas de periféricos — placas de som/vídeo/áudio, monitores, fax, impressoras etc — devem começar, a partir de agora, a estudar as conseqüências para o usuário de uma atualização no sistema operacional.


A versão entregue às fabricantes, chamada de RTM (Release do Manufacture), na prática é a mesma que chegará às lojas em outubro. As atualizações e correções de bugs, a exemplo do que ocorreu em versões anteriores do Windows, deverão ficar disponíveis para download gratuito no site Windows Update em www.windowsupdate.com. Os consumidores poderão optar por duas edições do XP. A Home Edition atualizará os atuais Windows 98/SE/ME e a Professional atualizará computadores com Windows 98/SE/ME/NT4/2000. Atenção ao detalhe: usuários do Windows 95 não poderão atualizar para nenhuma versão do XP, apenas fazer a instalação completa, apagando todos os dados do disco antes.

Em tese, as versões Home e Professional são diferentes. Na prática, são idênticas. O que muda é que, na versão Home, algumas funções mais avançadas e de redes estão escondidas ou não existem, enquanto que na Professional — que substitui o Windows 2000 Professional — o usuário pode montar um ponto de rede mais facilmente e usufruir de funções aprimoradas como, por exemplo, a manutenção remota do Windows. À distância, você pode “conectar-se” a seu computador pela internet e trabalhar nele como se fosse um website. Até o final do ano, está previsto o lançamento do Windows XP Server, versão do tipo estação/servidor para substituir o Windows 2000 Server. Em 2002, chega a versão 64-bit do XP.

No quesito performance, o XP mostra-se plenamente superior ao Windows 2000 em um computador com características similares. Não é tão leve quanto um Windows 98, porém, apresenta uma estabilidade invejável, pouco comum aos aplicativos com a grife Microsoft. Conseqüência direta de ser um sistema baseado na arquitetura do Windows 2000, hoje considerado o Windows mais estável, mesmo com a desvantagem de ser pouco prático ao usuário doméstico ou aos gamemaníacos.

Não obstante o tamanho ocupado em disco — mais de 1 Gb — as duas principais edições do XP são bem mais leves do que o esperado. A abertura de programas é tão rápida quanto o Windows 98/ME e o gerenciamento de recursos é igualmente sólido ao do Windows 2000, o que deve proporcionar boas impressões para usuários domésticos e experientes. Os requisitos mínimos de sistema são quase os mesmos do Windows 2000. Entretanto, uma máquina mais potente tende a ofertar uma performance “otimizada” do XP, assim como ocorre no Windows 2000. De acordo com a Microsoft, o mínimo é: processador de 300 MHz, 64 Mb de RAM e 1.5 Gb de HD. O ideal é ter, pelo menos, 500 MHz com 128 Mb de RAM e uns bons 3 Gb de HD.

Atenção usuários do serviço Velox da Telemar: o modem 3COM fornecido pela empresa não funciona nas atuais versões do XP. Ainda não se sabe se a Telemar achará uma solução para o caso ou se a 3COM, que não fornece mais suporte para os modems da marca, atualizará o driver para o aparelho.

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram