Melhore a performance do Windows 2000

Paulo Rebêlo | março.2000

Muitos usuários do Windows 98 têm reclamado sobre a perceptível perda de performance ao instalar o Windows 2000. Computador mais lento, programas aparentando mais pesados, enfim, um regresso. A verdade é que a grande maioria a enfrentar problemas em performance pecou por considerar o Windows 2000 uma atualização ou sucessão do Windows 98 quando, ainda antes de seu lançamento, a Microsoft e a imprensa tentaram desmentir, ao máximo, tal suposição. Em termos comparativos, usar o Windows 98 em um Pentium 233 MMX com 32MB de RAM é mais do que suficiente para obter uma performance razoável. A mesma máquina, com Windows 2000, ficará tão rápida quanto uma centopéia de pernas quebradas.


Não existe milagre para melhorar a performance no Windows 2000; existe, isso sim, alguns conselhos e truques que podem lhe salvar precioso tempo de espera ou espaço em disco rígido, por exemplo. Além de sugestões com embasamento técnico que, a depender da situação individual do usuário, também podem ser de bom agrado.

A MÁQUINA IDEAL – Vamos considerar o mínimo, tratando-se de equipamento, para alcançar uma performance a qual valha a pena usar o Windows 2000 de forma doméstica, em casa, no escritório ou na empresa de pequeno porte.

Menos de 64MB de RAM é impraticável; preferivelmente, parta para 128MB em diante. Processador, pelo menos de 300Mhz. Dê preferência para 400Mhz e acima. São necessários 700MB somente para ter o Windows 2000 instalado. Então faça as contas e veja qual o tamanho ideal de disco rígido. Hoje em dia, um disco com menos de 4GB é até difícil de encontrar. Recuse algo menor, pois, em tempos de música digital (MP3) e Internet gratuita, quanto mais espaço, melhor.

Com um equipamento decente, o Windows 2000 não será muito diferente do NT no aspecto performance. Será muito superior ao Windows 98, terá um gerenciamento de recursos (memória) bem melhor, e você poderá deixar o computador ligado durante semanas seguidas, sem precisar reinicializar, sem notar quedas de velocidade ou congelamentos. Bastante diferente do que estamos acostumados a presenciar nas versões anteriores do Windows.

DICAS – Como em todo bom programa Microsoft, alguns pequenos truques e dicas podem ajuda-lo a tirar o máximo do sistema operacional e, algumas vezes, economizar espaço em disco e memória RAM.

A primeira dica, e mais óbvia, é não usar o conteúdo ativo (active desktop) do Windows, vulgarmente conhecido como “ambiente HTML”, o qual transformará sua área de trabalho em um esquema parecido com a Web, onde os ícones poderão ser acionados com apenas um clique de mouse, etc. Nas propriedades de vídeo, também é recomendável desativar as animações de menu.

No aspecto hardware, a fim de obter o melhor de suas placas e acessórios, é imprescindível usar os drivers mais atualizados do fabricante. Visite a página oficial de cada um, na Internet, e veja se existe alguma nova atualização para Windows 2000. A recomendação serve, principalmente, para placas de vídeo, scanners, webcams e discos rígidos mais recentes.

Você continua achando demorada a inicialização (boot) do Windows 2000? Caso opte por deixar a máquina ligada durante muito tempo, faça uso do recurso de “standby” do monitor e do disco rígido, visando preservar a vida útil de ambos. Se a sua placa-mãe estiver atualizada, configure a opção de ‘standby’ para todo o computador, via Painel de Controle, Opções de Energia.

Por outro lado, é claro que não há problema algum em desligar o computador sempre que terminar de trabalhar. Querendo diminuir o tempo para carregar o sistema novamente ao ligar a máquina, retorne às Opções de Energia no Painel de Controle, e repare no recurso de ‘hibernar’. Uns bons 120MB de espaço em disco serão necessários, mas você ganhará em velocidade de inicialização.

Ao hibernar o computador, o Windows comprime toda sua área de trabalho – incluindo documentos e programas abertos ou não-salvos – em um arquivo de bloco para, na próxima inicialização, ele usar o arquivo que irá carregar a mesma área de trabalho para a tela do computador. Em outras palavras, não será preciso recarregar todo o Windows novamente, mas sim a sessão que estava aberta antes de hibernar o computador. Interessante principalmente para notebooks, já que trabalham à base de bateria.

Outra dica interessante é usar o utilitário Task Manager, que pode ser acessado pela linha de comando ou pelo Windows Explorer, chamando o arquivo ‘taskmgr.exe’. Quem é ou foi usuário do Windows NT, já deve conhecê-lo e saber de suas funcionalidades. Quem sempre usou Windows 95/98, não faz a menor idéia. O Task Manager é um monitor de todo o sistema, que mostra quais os aplicativos abertos no momento e, melhor ainda, quais os “processos” sendo rodados por baixo do pano. Processos são programas ou serviços que estão sendo rodados no Windows, sem que você saiba. Outra utilidade do Task Manager, é a possibilidade de saber exatamente quanto de memória RAM cada programa está usando, quanto você ainda tem livre, e qual a porcentagem de uso do seu processador.

SEGREDINHOS – Durante a instalação do Windows 2000, não é possível desmarcar os acessórios e futilidades que não são (ou não serão) usados. Todo o pacote é instalado, com todos os utilitários, queira você ou não. Em Painel de Controle ‘ Adicionar ou Remover Programas, não será possível desinstalar tais programas. Um pequeno truque pode lhe render uma boa economia de espaço.

Com um editor de textos qualquer, abra o arquivo “sysoc.inf”, localizado na pasta C:WINNTINF e apague todas as entradas com o nome “HIDE”. Tenha cuidado de não apagar nenhuma vírgula, apagando apenas o nome “HIDE”, deixando as vírgulas intactas. Por via das dúvidas, antes de editar o arquivo, faça um cópia em outra pasta no seu computador, apenas por segurança.

Feito isso, volte ao Painel de Controle ‘ Adicionar ou Remover Programas, e na seção de ‘adicionar ou remover componentes do Windows’, todos os acessórios e programas estarão listados. Basta desmarcar o que não for útil para você.

Querendo economizar memória RAM, é possível editar os “serviços” (componentes internos) carregados pelo Windows toda vez que ele for iniciado. Pelo menu Iniciar, vá em Ferramentas Administrativas e escolha Serviços. Tenha muito cuidado, pois grande parte dos serviços ali carregados são necessários para o bom funcionamento do sistema operacional. Por outro lado, alguns são desnecessários, principalmente ao usuário doméstico.

Exemplos. O Windows cria um arquivo de eventos para todos os erros ocorridos no computador. É possível, então, desabilitar o ‘Log de Evento’ (event log) caso não seja útil para você. Os serviços de Alertador e Mensageiro (alerter e messenger) também são inúteis na ocasião de não haver uma rede instalada, pois tratam-se de acessórios para envio e recepção de mensagens administrativas.

Se não houver uma impressora instalada, também não haverá motivos para carregar o Spooler de Impressora (print spooler). O Agendador de Tarefas (task scheduler) é outra coisa que pode ser interrompida sem problemas, caso não haja uso.

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram