Windows Millennium Edition (WinME) alpha

Paulo Rebêlo | setembro.1999

Esqueça a segunda versão do Windows 98, esqueça o Windows 2000. Pode parecer brincadeira de mal gosto, mas a Microsoft já começou a desenvolver um novo Windows, ainda antes do lançamento final do Windows 2000 no comércio. Segundo executivos da Microsoft, o Windows 2000 está praticamente terminado e o produto final deve estar pronto no fim deste ano. O problema é: o Win2000 não está vindo para substituir os sistemas operacionais domésticos, que hoje usam Windows 95 ou 98. Ele vem, basicamente, para substituir estações de trabalhos rodando Windows NT e para suprir as necessidades dos usuários mais avançados que precisam de recursos não encontrados no Windows 98.


A maior prova são os requisitos de sistema. Rodar o Windows 2000 com menos de 64MB de RAM e processador mais lento do que 300Mhz pode não ser uma experiência agradável. De fato, o sistema está mais robusto, “seguro” (?) e com uma interface mais detalhada – tudo a exigir mais da máquina. Entretanto, a maioria dos usuários domésticos não verá muitos motivos na hora de migrar ao Windows do século XXI.

Paralelo a todo barulho feito acerca da previsão do lançamento, do tamanho e do preço do Windows 2000, um outro Windows mais amigável vem sendo desenvolvido pela equipe de Bill Gates, sob o codinome de Millennium.

A NOVIDADE – A proposta do Windows Millennium é, exatamente, preencher a lacuna deixada pelo Windows 2000, ou seja, alcançar os usuários mais domésticos, que precisam de recursos básicos, rápidos e eficientes para produzir, se entreter e trabalhar.

As falhas no Windows 98 são incontáveis, e muitos acreditam que tal sistema ainda está longe de proporcionar um trabalho seguro, sem o medo de travamentos ou telas azuis de erro, que são uma constante no cotidiano de quem precisa usar o computador como ferramenta de trabalho. Logo, o Windows Millennium chega para se colocar acima do Windows 98 e, ao mesmo tempo, disponibilizar alguns recursos que só existirão no Windows 2000. Além de estabelecer uma conexão mais direta com pessoas que não possam desembolsar um computador mais potente.

Baseado nas atuais versões beta do Millennium, pode-se dizer que ele é a equação Windows 98 + novidades do Windows 2000 – DOS = codinome millennium

O leitor deve estar imaginando que, por ser uma mistura dos atuais Windows no mercado, as diferenças continuarão sendo pouco perceptíveis. Realmente, ao menos por enquanto, o maior diferencial do Windows Millennium está em sua estrutura interna, por não ser mais dependente de DOS e estar totalmente 32-bit, assim como o Windows 2000.

De tal forma, espera-se que diversos problemas de compatibilidade sejam resolvidos, a performance seja melhorada, e a palavra ‘estabilidade’ não seja mais motivo de piada quando se fala em Windows. A não ser que a Microsoft mude drasticamente a interface do Millennium, o que pode ser visto nas versões beta é que a feição dele continua idêntica à do Windows 98, salvo um ou outro ícone igual ao do Windows 2000.

A exclusão por definitivo de uma estrutura baseada em DOS confirma que acessórios e programas mais antigos dificilmente se darão bem com as novas versões do Windows. Quem usa drivers em tempo real, muito usado nos tempos de DOS, ou programas que também precisem de DOS, terá suas asas cortadas. Para se ter uma idéia, não existe mais a opção de “desligar em modo ms-dos” e caso seu CD-ROM não seja detectado pelo Windows, pode esquecê-lo e comprar outro.

No que se refere aos drivers de periféricos, acabou-se a facilidade de trocar o driver de sua placa de vídeo, seu modem, seu scanner, etc. Todos os drivers usados no computador precisarão estar previamente autenticados pela Microsoft. Para tal, a empresa pretende dar suporte a praticamente todos os acessórios e placas disponíveis no mercado, que terão seus drivers específicos já inclusos no CD de instalação.

As novidades em software no Windows Millennium são versões mais atualizadas do Internet Explorer 5, Outlook Express, e o Directx 7. Sonda-se uma versão beta do Internet Explorer 6.0 nas futuras versões de testes do Millennium, mas a Microsoft ainda não confirmou oficialmente o boato.

Site Footer

Sliding Sidebar

Instagram