Conheça o Windows Millennium Edition (ME)

Categories Jornais, WebPosted on

Paulo Rebêlo | agosto.1999

Enxadristas, curiosos e entusiastas, preparem seus tabuleiros, pois vocês podem estar tendo a chance de vencer o campeão mundial de xadrez, graças às maravilhas que a Web nos proporciona. Os jogadores e simpatizantes do jogo, espalhados em todo o mundo, já guardaram o dia 21 de junho de 1999 como um momento único e especial, quando naquela segunda-feira se deu início uma partida histórica: Garry Kasparov contra o mundo.


É exatamente o que você está lendo. Kasparov desafiando você para uma partida de xadrez. Em outra ocasião, ou em outros tempos, a afirmação poderia até soar como brincadeira ou piada, mas em época que as chamadas comunidades virtuais tornam-se cada vez mais presentes no cotidiano do internauta, o fato é mais do que verdadeiro.

Em parceria com a Microsoft, o jogo interativo está sendo realizado através da Web pelo site da Microsoft Network (http://www.msn.com) e transmitido para todas as pessoas que desejem ver, bastando apenas acessar a página. Ver? Não apenas ver, mas jogar também. Qualquer pessoa pode enviar sua sugestão de lance para o banco de dados do MSN.

O prazo para cada lance é de 24 horas. Durante esse intervalo de tempo, todas as sugestões de lances recebidas pela Internet são analisadas pela comissão a frente do projeto e, com ajuda de outros mestres do xadrez e de computadores pré-programados para analisar jogadas, é escolhido o movimento seguinte. O mesmo vale para Kasparov, que também dispõe de 24 horas para análise.

Segundo a agência de notícias Reuters, Kasparov ficará viajando a vários países durante as duas primeiras semanas da partida, onde estará fazendo suas jogadas e divulgando o evento. Para tal, ele está de posse do seu computador portátil conectado à Internet. Ao efetuar seu movimento, a liderança do time de oponentes checa os outros lances sugeridos pelos internautas e escolhe o que tiver sido mais votado. O jogo continua até um lado desistir ou perder, tendo em vista que cada seqüência de lances dura 48 horas.

Quem está encabeçando o projeto na ala dos oponentes são quatro garotos, também mestres em xadrez. Etienne Bacrot, russo de 16 anos; Florin Felecan, americano de 19 anos e mais conceituado jogador dos Estados Unidos abaixo dos 21; Irina Krush, americana de 15 anos e campeã americana de xadrez na categoria feminino; e Elisabeth Pahtz, alemã de 14 anos e integrante do time nacional de xadrez da Alemanha.

E’ improvável que lances ingênuos ou errados sejam cometidos pelos adversários de Kasparov. Segundo o mesmo, tal improbabilidade deve-se ao fato de as pessoas poderem usar computadores para ajudar nas análises e poderem pedir assistência a outros grandes nomes do xadrez mundial. Assim, a partida torna-se mais competitiva e duradoura, além de proporcionar a oportunidade de até amadores poderem sugerir movimentos importantes e estratégicos. Kasparov acredita que no desenrolar do jogo ele será obrigado a usar alguma nova tática caso queira vencer a partida.

MÁQUINA VERSUS HOMEM – Garry Kasparov, de apenas 36 anos, é tido por muitos como o maior nome de toda a história do xadrez. Recentemente, ele venceu mais uma vez seus maiores adversários em um torneio. Apesar de sua notória e reconhecida habilidade frente a um tabuleiro, seu maior feito ocorreu ao afirmar que uma máquina jamais iria vencer um homem. Ele referia-se ao supercomputador criado pela IBM, o famoso Deep Blue, que analisa milhões de jogadas por segundo, enquanto o cérebro humano mal consegue analisar uma jogada por segundo. Segundo alguns especialistas, Kasparov chegaria a conseguir analisar até uma jogada e meia por cada segundo, o que teoricamente lhe daria uma grande vantagem contra outros oponentes de carne e osso, mas que anularia qualquer chance de vencer a máquina feita pela IBM.

O fato é que durante muitos anos o computador nunca conseguiu vencer Kasparov. A invencibilidade do homem durou até 1996, quando após muitos aperfeiçoamentos, os técnicos da IBM desafiaram novamente o enxadrista para uma melhor de três contra o Deep Blue. Kasparov venceu a primeira partida na Filadélfia, perdeu a segunda em Nova Iorque e empatou a terceira.
Foi a primeira vez na história que um computador venceu um campeão mundial de xadrez sob as regras clássicas do jogo, onde uma única partida pode chegar a durar até seis horas contínuas.

Para conferir o que está acontecendo entre Kasparov e o resto do mundo, visite o site oficial do evento em: http://www.zone.com/promo/kasparov

Acompanhe os textos também pelo facebook.com/hipopocaranga